sexta-feira, Junho 30, 2006

Cromos da Selecção XVI

A Águia
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

A mão de Cristo e os ventos das ideologias

Cristo é de novo escarnecido e golpeado, continuam tentando tirá-lo do mundo. A pequena barca da Igreja é castigada pelo vento das ideologias, que com suas águas penetram nela e parecem decretar seu naufrágio. No entanto, nessa Igreja que sofre, Cristo sai vitorioso e a fé reage, sempre com força” – afirmou. Para o Papa, a força do homem não bastaria para edificar e guiar a Igreja. Por isso é necessária a mão de Cristo, “que nos levanta do chão”.
(29 de Junho 2006), Bento XVI
.
E eu é que sou maluco. Sem comentários
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Os Conselhos do papá

.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Cromos da Política XLVI

"Dexter" e o Choque Tecnológico
Com: Mariano Gago e José Sócrates
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

quinta-feira, Junho 29, 2006

Intifada Lusa

As afirmações de Ruas e a recepção de Santana Lopes pelo grupo parlamentar do PSD revelam a emergência da intifada lusa.
Jorge Matos
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Cromos da Selecção XV

O Dragão azul
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Grande Pedrada Senhor Ruas

O presidente da Câmara Municipal de Viseu e da Associação Nacional de Municípios, Fernando Ruas, propôs, terça-feira, durante uma reunião da Assembleia Municipal, aos presidentes de junta de freguesia do concelho que "corressem à pedrada” os inspectores do Ministério do Ambiente que fiscalizam e multam as obras realizadas pelas juntas de freguesia.
Na altura, Ruas garantiu estar “a medir muito bem aquilo que estava a dizer”, para já esta quarta-feira, o autarca vir explicar que a afirmação pretendia mostrar o seu descontentamento e foi uma força de expressão que não deve ser tomada à letra.
A expressão se calhar é forte de mais, mas toda a gente a entendeu. Serviu para expressar a minha discordância com a forma como as autarquias estão a ser tratadas”, admitindo que deveria ter utilizado outra expressão, como por exemplo, “é preciso dar-lhes uma corrida em pêlo” ou “chegar-lhes o fogo ao rabo”.
.
Muito bem Sr. Ruas, pelos vistos, os ensinamentos do “Jardim da Madeira”, já estão a sem bem aprendidos pelos autarcas deste “jardim”. Correr à pedrada quem anda a realizar o seu trabalho, penalizando quem não cumpre com as regras e normas estabelecidas, é a solução preconizada. Fazer as coisas bem não parece ser algo que considerem como uma opção.
Claro que depois vieram as desculpas, que para quem “estava a medir muito bem aquilo que estava a dizer” parecem um pouco esfarrapadas. Sobretudo, se em alternativa, a solução apresentada passa por “dar-lhes uma corrida em pêlo” ou “chegar-lhes fogo ao rabo”. Seria de bom-tom perguntarem aos inspectores qual dos castigos preferem, já que nenhum deles é assim muito simpático.
Gostaria, porem, de deixar aqui uma pergunta:
Se algum daqueles Senhores ali presentes tivesse saído da Assembleia e apedrejado, um qualquer inspector que por ali tivesse a passar, iria o Sr. Ruas assumir a responsabilidade por esse acto?
Acabo com o conselho para terem muito cuidado com as ideias que dão, já que com as noticias recentes, de serem as autarquias os responsáveis por muita da corrupção que grassa neste país, ainda acabam muitos autarcas a fugir em pêlo, com o rabo a arder e sob uma chuvada de pedras. Quem vos avisa vosso amigo é.
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Cromos da Política XLV

A "Dark Phoenix" Fátima Felgueiras
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quarta-feira, Junho 28, 2006

Cromos da Selecção XIV

O Urso
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Retratos da nossa Portugalidade

O pequeno adepto que ladra mais do que morde
.
Num dia em que tanto se falou de "banda Larga" eis um anda de trela curta. Ladra, faz barulho e todos lhe dizem "- Quieto Mendes, cala-te".
Há porta da sua casota pôde-se ler "Cuidado com o cão. Não o pise" e muitos não lhe preconizam um grande futuro naquela matilha de lobos que se babam de os olhos postos na sua malga de comida.
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Cromos da Política XLIV

Isaltino "Barba Negra" de Morais
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

terça-feira, Junho 27, 2006

Cromos da Selecção XIII

O Lince
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Retratos da nossa Portugalidade

O adepto da Bancada central
.
Num momento em que só ouvimos falar da selecção pode estar a desabar o mundo que ninguém quer saber disso. Na verdade também mesmo que quisesse dificilmente encontraria onde. Como também já ando cansado de ver tanta aldrabice, tanta mentira, tanto engano, tanta hipocrisia, não ando com paciência para procurar. Se não os podes vencer junta-te a eles. Estou de férias dos políticos, e agora sou eu que não os quer ouvir falar. Vou “desinfectar-me” desta pestilência pantanosa em que está transformada a vida politica.
Se, também o WeHaveKaosInTheGarden, já tinha, vestido a camisola de Portugal ao publicar os “Cromos da Selecção” vai agora desfraldado a bandeira e publicar algumas imagens dos nossos adeptos. Retratos do nosso Portugal.
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Cromos da Política XLIII

Anibal "Edguy" Cavaco Silva
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

segunda-feira, Junho 26, 2006

O Senhor das Chamas

A área florestal consumida pelas chamas neste semestre já ultrapassou a média registada nos últimos cinco anos. Apesar da aposta do Governo no reforço da vigilância e do combate aos incêndios, em apenas um mês foram devastados 6799 hectares de floresta, enquanto a média dos últimos cinco anos foi de 3846 hectares. Números que fizeram do mês de Maio um dos piores de sempre e que fazem antever um Verão negro.
Retirado do "Ideias Fixas" do amigo Sá Morais
.
Mudam-se chefias, criam-se serviços, extinguem-se outros, propagandeia-se mais meios, mais aviões, novas técnicas, mais e melhor em tudo. Prepara-se a época de incêndios durante todo um ano com a promessa de que agora sim, estamos preparados. Nós queremos acreditar nisso, mas mal o sol e o calor nos convidam para a praia, também convidam o fogo para fazer piqueniques nas nossas matas e florestas. Sendo a maioria dos fogos que nos assolam no verão de origem criminosa, talvez fosse mais útil utilizarem, algum do tempo que gastam em baralhar e dar de novo, a combater as causas que os acendem. Talvez fosse mais útil saber porque existem em Portugal tantos incendiários e quem lhes encomenda o sermão, que é como quem diz, quem lhes paga.
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Cromos da Selecção XII

O Cavalo Selvagem ganhou asas na constelação Portugal
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Cromos da Política XLII

Alberto "Judge Dread" Costa
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

domingo, Junho 25, 2006

Cromos da Selecção XI

O Urso Solitário
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

George Orwell Bush 1984-2006

De acordocom o The New York Times, o governo americano tem acesso a informações relativas a milhares de transações nos Estados Unidos e exterior.

Depois das escutas telefónicas, violação de correspondência, e-mails, do Echelon e de quererem saber que sites nos visitamos, soubemos agora que também andam a espreitar as contas bancárias. Segundo as autoridades, “O programa limita-se a rastrear transacções de pessoas suspeitas de ligação com a Al-Qaeda”, ou seja muitos milhares de potenciais terroristas. Haverá assim tantos nos EUA?
Informou-nos, no entanto o Sr.Bush, que tudo foi feito respeitando a lei. Gostaria eu de entender a que leis se refere para vir “espreitar” em contas existentes em países soberanos.
Ou será que também já são os EUA que fazem as leis sobre direitos e garantias dos outros países?
Estarei eu sob a tutela de uma lei Americana?
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Cromos da Política XLI

Os Vilões
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

sábado, Junho 24, 2006

Cromos da Selecção X

O Pantera
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Porque deixei de escrever

Alguém dê corda a este brinquedo
.
Já devem ter reparado que este blog ultimamente é mais imagem que texto. Vou confessar aqui uma coisa, ando sem paciência para escrever. Estou farto de dizer sempre mais do mesmo. Olho para as noticias e só vejo futebol, e no pouco espaço que resta, o que lá está é irritantemente inócuo. Frases vazias do Presidente, tretas dos ministros, comentadores domesticados e críticos armados em conselheiros. Lá aparece entre o passe do Figo e o golo do Deco a informação de que a penalização para quem se reforma antes da data já não é de 4% ao ano, mas sim 7,5%, que os transportes aumentaram mais uma vez e as taxas da saúde subiram 300%. Mas quem quer saber disso. Temos a deslocalização da Fábrica da Opel para poder descarregar a raiva, Timor para nos emocionarmos e claro o golo do Maniche para nos fazer esquecer. Haverá alguém interessado em saber que, em apenas um mês, foram devastados 6799 hectares de floresta, enquanto a média dos últimos cinco anos foi de 3846 hectares. (Obrigado Sá Morais pela informação) É que se há, dificilmente o poderiam saber porque as televisões nada dizem sobre o assunto. Isso e muito mais desapareceu das noticias como se por milagre todos os problemas se tivessem resolvido. Mesmo quando se pensa que aquele médico, ou aquele professor vai dizer algo de importante somos informados de que não está autorizado a falar pelo ministério. Entre o emprego e o processo disciplinar a escolha é óbvia.
Como estamos numa democracia esperamos ouvir a oposição criticar o que está mal e assim não cair na ilusão de que afinal vivemos no paraíso. Mas, também dai nada sai e com a ajuda do renomeado Constâncio, até somos levados a crer que, com sorte, até podemos, talvez, crescer, se tudo correr muito bem, mais umas migalhitas, no melhor dos casos, do que estava previsto.
É por isso, por falta de assuntos para falar que eu deixei de escrever. Tudo está bem e até já passamos aos oitavos de final. Vou mas é fazer mais um boneco.
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

Cromos da Política XL

My name is Lopes ... Santana Lopes
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

sexta-feira, Junho 23, 2006

Cromos da Selecção IX

O Puma
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

A Ressurreição de Santana

Santana Lopes regressa ao Parlamento como deputado.
.
Finalmente ao fim de tanto tempo, uma boa notícia. O Santana, vai deixar de andar por ai e vai voltar para aqui novamente. Obrigado meu São Bento por ires alojar em ti, qual incubadora, um tal personagem. Todos sabemos que aquilo que ele disser não vai ter qualquer importância, mas que nos vai fazer rir, isso é certo. Nesta pasmaceira em que se encontra a politica portuguesa, guiada pela mão segura do Sócrates e sob o olhar condescendentemente distante do Aníbal, já nem aparecem anedotas novas. Isto está moribundo. Bem-vindo sejas, Santana, pois tenho a certeza, que contigo, os sorrisos voltarão e os risos poderão de novo a ser ouvidos neste Portugal.
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Cromos da Política XXXIX

Bucha e Estica
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quinta-feira, Junho 22, 2006

Cromos da Selecção VIII

Raccoon
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Direitos Humanos - O dia zero

"Os EUA e a União Europeia comprometeram-se esta quarta-feira, na cimeira EUA-EU, a respeitar os Direitos Humanos, bem como as leis internacionais na luta travada contra o terrorismo, numa declaração em que não é feita qualquer referência ao polémico centro de detenção norte-americano da baía de Guantanamo, em Cuba."
.in "Correio da manhã"
.

Sou realmente muito ingénuo. Vejam lá que eu pensava que, os EUA e a EU, já há muito haviam assumido o compromisso de respeitar os Direitos Humanos. Afinal, não, é só a partir de quarta-feira. Claro tenho como desculpa, sempre os ter ouvido defende-los, até invadir países em seu nome, e isso fez-me acreditar que eles os respeitariam. Mas não, é só a partir de hoje.
Digamos que mesmo assim não é mau, quer dizer que as coisas vão melhorar. Acabaram-se as detenções ilegais, os bombardeamentos indiscriminados sobre civis, as escutas, o apoio a ditadores, os assassinatos, a violência. Pressuponho mesmo que irão pressionar todos os países que não os cumpram para que também eles assumam o mesmo compromisso. Já estou a ver países como a China, a juntarem-se ao grupo fazendo deste mundo um local melhor.
Palhaços!

.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

A pedido



A pedido de várias famílias, aqui vai mais um retrato da colecção da Maria
.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Cromos da Política XXXVIII

O "Caspar" Mariano Gago
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quarta-feira, Junho 21, 2006

Cromos da Selecção VII

O Cavalo Selvagem
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Cromos da Política XXXVII

A "Abelha Maia" Maria Cavaco Silva
Por trás de uma grande melga está sempre uma grande abelhuda
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

terça-feira, Junho 20, 2006

Os brilhantes resultados de uma Cimeira Europeia

Em declarações aos jornalistas no final dos trabalhos, José Manuel Durão Barroso disse estar «muito satisfeito», não só porque «foi confirmada a estratégia da Comissão Europeia em relação à actual situação da Europa», como também porque «foram aprovados projectos concretos» propostos pelo executivo comunitário, como o Instituto Europeu da Tecnologia.
«Efectivamente era um Conselho Europeu que se adivinhava difícil, mas felizmente imperou o bom-senso, foram seguidas as propostas da Comissão Europeia», comentou.Durão Barroso congratulou-se nomeadamente com o facto de os chefes de Estado ou de Governo dos 25 terem aprovado a «aproximação em dois planos», preconizada pela Comissão, e que consiste em «trabalhar por uma Europa de resultados», evitando uma paralisia à espera da solução institucional, mas simultaneamente «trabalhar activamente na procura de uma solução para a questão institucional».
Os líderes europeus decidiram prolongar o período de debate em torno da Constituição Europeia, incumbindo a Alemanha de elaborar, no primeiro semestre de 2007, um relatório com base no qual deve ser tomada uma decisão definitiva o mais tardar até 2008.
Os 25 concordaram também em assinar uma declaração formal no próximo ano, em Berlim, por ocasião do 50º aniversário da Comunidade Europeia, que Barroso propusera, e que hoje considerou que constituirá «uma forma de reempenhamento a favor da Europa».
Durão Barroso afirmou ainda que «é nos momentos difíceis» que é «necessário reforçar a iniciativa da Comissão como instituição central», e comentou que foi «muito importante», por exemplo, o facto de ter sido confiado ao executivo comunitário «a tarefa difícil de definir a capacidade de absorção da UE face a novos alargamentos».«Foi um conselho com bastante resultados, bastante produtivo», concluiu.
In “Diário Digital”
.
Reuniram-se, 25 chefes de estado durante alguns dias, para no fim considerarem um sucesso os resultados obtidos. Já li e reli as satisfeitas declarações do Durão Barroso e não vejo ai nada, mas mesmo nada que pressuponha um melhor futuro para nós (podem ir reler outra vez e vejam se há lá uma única coisa realmente importante).
Compreendo que, para quem está na Comissão, o não se mudar nada seja bom, mas para quem vive longe de Bruxelas isso é uma preocupação. Se as coisas vão mal a pior e nada muda que esperança podemos nós ter para um amanhã melhor?
Andam mesmo a gozar connosco, não andam?
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Cromos da Selecção VI

O PitBULL
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Roteiro para a Ciência

Depois dos pobrezinhos do interior desertificado, que os dos bairros periféricos são mais complicados, agora é o Roteiro para a ciência. Simplificar, para evitar conflitos ou criar problemas, que é hora de ganhar mais pontinhos de popularidade. Como a formiga amealha agora par poder gastar mais tarde quando lançar a sua matilha chefiada pela Manuela Ferreira Leite e António Borges. Simultaneamente, o governo e o PS, lá vão fazendo os seus elogios à Presidência Cavaquista para amaciar o bicho e manter esta paz podre. Aos liberais convêm que o governo vá desbravando caminho, cortando no social e na máquina do estado e ao governo dá jeito esta acalmia vinda de Belém. Entretanto, e como sempre, quem se lixa é o mexilhão.
.
Contribuição para o Echelon: THAAD, package

Cromos da Política XXXVI

Fernando "Popeye" Gomes
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

domingo, Junho 18, 2006

Mais um para jogar na Selecção

Não me faltava ver mais nada. Depois de ouvir o nosso Marcelo falar de politica, educação, cultura, cinema, musica, economia, etc. etc. etc. …só faltava o futebol. Liguei a televisão e ali estava ele a comentar, não só tudo o que gira em volta deste mundial, mas sim das técnicas e tácticas das equipas. Fiquei fascinado.
Quero por isso propor, a todos, para fazermos uma “forcinha” para que o Marcelo vá fazer uma perninha ao Mundial na Alemanha. Tenho a certeza que na sua grande capacidade seria uma mais valia para o resto da equipa. Afinal já andou a apanhar lixo, já mergulhou no Tejo, já é Conselheiro de Estado, é um homem completo.
.
Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

Cromos da Selecção IV

A Raposa
.
Contribuição para o Echelon: THAAD, package

Cromos da Política XXXIV

.
Contribuição para o Echelon: THAAD, package

sábado, Junho 17, 2006

sexta-feira, Junho 16, 2006

Cromos da Selecção II

"O Açor"
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

O Dentista

Adaptado da obra "L'arracheur de dents" de Gérard Dou

.

O dentista Teixeira dos Santos bem que nos pode arrancar os dentes para vender. Afinal, daqui a pouco tempo não vai haver nada para mastigar.
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Cromos da Política XXXII

O "Gui" António Vitorino
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

quinta-feira, Junho 15, 2006

Cromos da Selecção I

O Rei
.
Contributo para o Echelon: Electronic Surveillance, MI-17

Aprende a nadar companheiro, que o maré se vai levantar

Adaptado da obra "Christ Our Pilot" de Warner Sallman
.
As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia Lusitana,
Por mares nunca de antes navegados,
Passaram ainda além da Taprobana,
Em perigos e guerras esforçados,
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;
.
Esta é o cântico camoniano em que glorifica os Portugueses pelo seu arrojo, valentia e visão do futuro. Foi com grande coragem e risco que “mostramos novos mundos ao mundo”, o que para um bocadinho tão pequeno de terra, entalado entre imperiais países europeus e um longo e profundo mar, não nos portámos nada mal. Pior foi o que D. João V fez com os lucros obtidos dessas “descobertas”, esbanjando ao vento em pompa e ostentação. O mesmo fez também D. Cavaco, na mesma situação, mas com fundos recebidos de forma menos gloriosa da “magnânime Europa”. Pai do défice, do betão, e desta “nova banca”, tudo gastou, fazendo deste país muito do que ainda é hoje.
É ele agora o “Deus” que deve guiar esta nova geração de “socialiberalistas” no caminho certo. Quem o conheceu como timoneiro, bem pode encomendar desde já a alma à Nossa Senhora dos Navegantes. Com este rumo avançamos para o mar aberto da crise da qual nós, “os descendentes de grandes marinheiros” inevitavelmente iremos naufragar. Como dizia o nosso Sérgio Godinho, “Aprende a nadar companheiro”.
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

Partilhe