segunda-feira, janeiro 30, 2006

Mais uma do "Big Brother" Americano


EUA quer obrigar Google a entregar dados de internautas
O Ministério da Justiça dos Estados Unidos entrou com ação judicial para obrigar a Google Inc. a entregar às autoridades norte-americanas uma amostra de uma semana de pesquisas em seu site. A empresa se recusa a entregar os dados com a justificativa de que a divulgação das informações revelaria segredos operacionais desenvolvidos por seus engenheiros.
Três outros provedores que oferecem serviços de busca de dados em seus sites – a America On Line, a Microsoft e a Yahoo – entregaram as informações solicitadas pelo Ministério da Justiça. Segundo reportagem de Paulo Sotero para o jornal O Estado de S.Paulo, publicada neste domingo (29/1), a ação do governo abriu uma nova frente no que os críticos consideram uma ofensiva da administração Bush para cercear as liberdades públicas.
in "Consultor Juridico"
A cada dia que passa, com desculpas de combate ao crime ou ao terrorismo, continuam as ofensivas contra as liberdades individuais. É o "Big brother" mundial. Proponho que todos nós passemos a utilizar, nos nossos E-mail e conversas telefonicas, as palavras "proibidas" como terrorismo, bomba, etc. para sobrecarregar os sistemas de escutas efectuados pelos EUA. Estou cada vez mais farto de prepotências venham elas de onde venham.

2 comentários:

  1. E o google não é nenhum santinho, como esta notícia faz presumir... Estes mesmos rapazes do google acederam a criar uma versão censurada do seu motor de busca onde palavras listadas pelo governo chinês não produzem resultados... Uma delas é "tibete". Vá lá saber-se porqueê?...

    ResponderEliminar
  2. Não estou aqui a defender a google, mas sim a criticar quem em nome da liberdade acaba por ser o seu pior inimigo.
    Quanto à China proponho que procuremos nós artigos da lista proibida e os gravemos com nomes permitidos. Talvez funcione

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo