sexta-feira, fevereiro 24, 2006

As perigosas Avozinhas

Vi há dias uma reportagem sobre uma manifestação de avós nos estados unidos e tenho andado à procura de notícias sobre o assunto o que não consegui até ao momento. Vou por isso tentar contar a história como me lembro de a ter visto.
Realizou-se uma manifestação de avozinhas numa cidade dos EUA para protestar contra a guerra no Iraque. A manifestação era composta somente por dez velhinhas, que com cartolinas fizeram alguns cartazes, em forma de coração, pedindo o regresso dos seus netos. A ideia era dirigirem-se a um centro de recrutamento militar onde iriam propor que fosse aceite a troca entre elas e os seus familiares no Iraque. Afirmavam que elas já eram velhas, mas os seus netos eram jovens e mereciam ter uma vida longa e feliz. Queriam vê-los regressar com vida e não dentro de um caixão.
Até aqui a noticia é engraçada, demonstra o estado de espírito existente na América sobre a guerra no Iraque, mas nada mais do que isso. O mais ridículo foi o que aconteceu depois.
Quando chegaram ao centro de recrutamento, este foi fechado para impedir a entradas das idosas senhoras. Não se entendeu muito bem de que tiveram medo os zelosos funcionários, mas a cereja no cimo do bolo ainda estava para chegar. Apareceu a policia que algemou as avozinhas com as mãos atrás das costas, tendo estas simpáticas senhoras, sido posteriormente transportadas num carro prisional. A polícia conseguiu assim, concretizar o grande feito, de deter 10 perigosas velhinhas que ameaçavam a segurança dos EUA. Só espero não vir a ter conhecimento que foram, também elas transportadas para alguma prisão de alta segurança, tipo Guantanamo, sob a acusação de serem perigosas terroristas a soldo da Al Qaeda.

2 comentários:

  1. E será que alguma delas seria... O Bin? Isso explicaria o aparato e a detenção. Caso contrário não me ocorre nenhuma explicação plausível. Nem implausível, aliás.

    ResponderEliminar
  2. Só no dia de ontem morreram mais 7 ou 8 americanos no Iraque (mesmo assim muito menos de que Iraquianos que foram mais de 130).
    Até quando irá a besta do Bush aguentar esta guerra.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo