terça-feira, julho 25, 2006

CACHE POISONING

Adaptado de uma imagem retirada do blod "A Caminhada"
.
O Abrupto de Pacheco Pereira parece ser alvo de Cache poisoning – injecção de informação falsa num servidor DNS, armazenada em cache, de modo que o carregamento do site fique subordinado ao endereço IP do intruso. Os Cibernautas mais “profundos” procuram diligentemente a explicação na permeabilidade do Google. Para mim, a explicação reside no próprio Abrupto, e faz-me lembrar o romance de Umberto Eco, A misteriosa chama da Rainha Loana (1). Nele. Giambattista Bodoni, de apelido Yambo, é um senhor de quase 60 anos, vítima de um acidente que o fez perder toda a memória emocional, recorda-se de muitos detalhes, de muita coisa que leu, conhece muito bem a história da humanidade; só não é capaz de se lembrar de si próprio. Tal como no livro, PP, procura em objectos, livros e revistas, elementos que o ajudem a dissipar a névoa que o impede de se lembrar de si próprio. No resgate da sua memória emocional, cai no exagero de se anunciar a si próprio, e o Abrupto- epifenómeno do seu exibicionismo de revisitação do passado, acaba apagado, como ele próprio. Perplexo, não percebe que como Yambo “carrega a memória do mundo mas não a dele” numa fragmentação identitária que conduz a um auto-cache poisoning. Voilà!
Jorge Matos
. (1) – Usurpando a cagança dos comentadores da moda e do próprio PP – Livro recomendado.
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

21 comentários:

  1. magnífico!
    o texto, (pacheco, embrulha!)
    o retrato.
    parabéns!
    e obrigado pelas gargalhadas que ainda estou a dar.....

    ResponderEliminar
  2. Luikki:
    Isto quando o Jorge Matos entra em cena a qualidade dos textos melhora logo imenso. Eu só lhe posso agradecer a colaboração.
    um abraço

    ResponderEliminar
  3. Gostei! E fiquei interessado no livro. Se calhar vai ser o meu volume de férias. Obrigado pela indicação.

    Quanto ao PP... Já não ligo ao que ele diz/escreve há muito tempo. É um bocado como o Herman: ao princípio ainda tem graça mas depois...

    ResponderEliminar
  4. eu apostaria numa megalomania paranóide, que achas ?

    bjocas

    ResponderEliminar
  5. pseven:
    O livro já li e vala a pena. O PP já ouvi e realmente não vale.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Jorge Matos25/7/06 16:46

    Cristina:

    Não seja má ! Apenas um desejo desordenado de glória e reconhecimento.
    bjs

    ResponderEliminar
  7. Demais! Verifico com prazer que há quem partilhe a minha grande admiração e simpatia por PP e seu blog!...
    Há pessoas que passam pela vida e não apendem.
    De facto Jorge Matos e a sua assinatura inconfundível, e penso que a imagem do Kaos, que está demais! ai veneno, ai ai que grande ideia!
    Obrigada por me proporcionarem um momento hilariante.
    Beijinhos (aos dois)

    ResponderEliminar
  8. não sabia desta! pacheco vítima de hackers! ena pá! mas ele merece assim tanta atenção da comunidade pirata?! pelos vistos...

    ResponderEliminar
  9. jorge

    isto acontece porque o homem é muito bom, logo a inevitavel inveja leva a actos tresloucados para destruir alguem que é muito melhor...;)
    repare to post, as situações descritas por quem lhe escreve, não se comparam a este complot para o destruir...

    bjuzz

    ResponderEliminar
  10. Jorge Matos25/7/06 20:06

    Cristina
    Serás a mesma Cristina das 4:18 PM ?
    Bjs

    ResponderEliminar
  11. Boas!
    bem, nao vou comentar a qualidade das imagens porque nao me quero repetir e ja sabes qual a minha opiniao!
    vou apenas desejar continuação de boas ferias!
    abraco

    ResponderEliminar
  12. tb:
    Ler os teus comentários é sempre um alimento para os nossos egos e almas. obrigado.
    bjinhos

    ResponderEliminar
  13. Rui:
    Quem o visita arrisca-se a apanhar com um anuncio ao viagra (qual a razão porque escolheram esta opção não sei, mas gostei).
    um abraço

    ResponderEliminar
  14. Arsénio:
    Obrigado por tudo. Vou tentar aproveitar as férias sem abando anr o blog. Não é fácil mas gosto de andar por aqui.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  15. jorge

    ué...disse algo que não devia? referia-me ao post do JPP é claro, e às alegadas respostas que recebeu ao apelo feito...


    ?

    ResponderEliminar
  16. Jorge Matos26/7/06 00:34

    Cristina:
    Esclarecido.Obrigado
    beijo

    ResponderEliminar
  17. Jorge Matos26/7/06 00:35

    Kaos:
    Seguiram duas encomendas
    Abraço

    ResponderEliminar
  18. O JPP anda em transito. Quando chegar, AI, AI.

    ResponderEliminar
  19. Jorge:
    Obrigado já vou ver.
    abraço

    ResponderEliminar
  20. anonimo:
    Já nem durmo só de pensar nisso :)

    ResponderEliminar
  21. This site is one of the best I have ever seen, wish I had one like this.
    »

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo