quinta-feira, agosto 31, 2006

TARTUFO

O entendimento político Cavaco-Sócrates, que o KAOS regularmente caricatura, reaviva a actualidade do Tartufo de Molière.

Na visita ao palácio, Sócrates, em representação privada, com devoção subserviente, pensa que é Molière a enganar o rei, apresentando uma versão provavelmente incompleta da “ópera” (“Noblesse oblige” – leia-se o PS).
Contudo, a prática política de Sócrates demonstra que não encarna o tacticismo de Molère, mas sim o próprio Tartufo. Ostenta uma devoção por “fatto cosi”, mas a sua acção exprime hipocrisia e vulgaridade. É um arrivista que usa a hipocrisia como instrumento. Gosta de fazer o papel de educador de consciências, misturando a desmedida ambição com medidas de comédia de impostor. Adorna a ambição com uma falsa devoção.
Mas tal como Tartufo, Sócrates não é propriamente hipócrita. Simula devoção e hipocrisia. Não é sincero, nem mesmo enquanto hipócrita, é apenas a sua máscara.

Nesta máscara, que passa pelo entendimento com Cavaco, sustenta práticas corruptas, clientelas sem fim, políticos desonestos e a impunidade do vale-tudo que depaupera o país.
E como dantes, tudo em nome de Deus!

P.S. – A múmia, é apenas múmia !
Jorge Matos

6 comentários:

  1. parabéns pelo magnífico texto que espelha na perfeição a realidade que se vive no rectângulo e que nem todos conseguem perceber!!!!

    ResponderEliminar
  2. Jorge:
    Acho que a forma como tornas interessantes as minhas ideias para "encher chouriços" aqui no blog são óptimas. Dá um ar que estou a fazer algo mais interessante do que realmente faço. Mais uma coisa que tenho para te agradecer.

    ResponderEliminar
  3. e como gostaria q estivesses enganado... uma parte de mim ainda espera reconhecer em sócrates o primeiro PM competente depois da Revolução... Mas... Essa parte encolhe, encolhe... mas ainda me mantenho parcialmente crente, acho, embora já tenha classificado claramente a arrogância e a prepotencia na personagem...

    ResponderEliminar
  4. Jorge Matos1/9/06 11:31

    KAOS:
    As férias deram-te para a modéstia.Poupa-me!
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Os clientes da Socratina

    http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=12&id_news=241558

    isto num país onde o salário mínimo são 385,90 € se a memória não me falha...;)

    Que sejas bem regressado, Kaos.

    Os meus parabéns ao Jorge Matos pelo seu texto.

    BeijInhas

    ResponderEliminar
  6. Vi que regressaste aqui e que afinal resolveste continuar o bom trabalho para nosso contentamento.
    Bem vindo, kaos.
    Parabéns ao Jorge de Matos por este texto excelente (como aliás é seu apanágio)
    (sei que estou atrasada, ams nunca é tarde, pois não?):)
    Beijinhos aos dois

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo