terça-feira, setembro 26, 2006

A Johnson Controls e o CDS/PP

A multinacional norte-americana Johnson Controls, anunciou que pretende fechar duas fábricas em Portugal (Nelas e Portalegre por excesso de produção), mandando para o desemprego quase 900 trabalhadores. Uma má notícia que infelizmente já não surpreende ninguém pois têm sido vários os casos de deslocalizações nos últimos anos. Uma desgraça que se tem abatido sobre milhares de famílias, não só em Portugal, e que tornam as regiões onde estão inseridas ainda mais pobres.
O CDS/PP já veio anunciar que, caso o encerramento se concretize, pretendem que o Ministro da Economia, Manuel Pinho, se desloque à Assembleia da Republica para dar explicações. Se bem que o PS e o governo tenham responsabilidades nestes acontecimentos, por terem aceitado seguir as politicas neo-liberais que assolaram a nossa sociedade, parece-me que os últimos a poderem falar são exactamente os partidos que defendem, como modelo, estas mesmas politicas. Afinal são eles que lutam pelo alargamento desta globalização capitalista e para que todo o poder seja entregue à iniciativa privada. Podem vir dizer que isto só acontece por Portugal não oferecer as melhores condições às empresas e que há outros países mais atractivos. Defendem, por isso, que a lei do trabalho deve facilitar ainda mais os despedimentos, que a saúde, Segurança Social e ensino devem ser privatizados, que devemos baixar o IRC, ter contenção salarial, trabalhar mais e abdicar de direitos.
Devo ser realmente muito burro, porque não vejo razões para seguir este caminho, em que tudo o que nos propões é viver pior do que aquilo que já vivemos. Dizem que são consequências da globalização e do neo-liberalismo, mas são eles próprios a defender esse modelo como aquele que devemos seguir. Dizem que não temos alternativa, mas são eles próprios que tentam impedir que ela seja encontrada. Dizem que querem que os portugueses tenham melhores condições de vida, mas mostram um caminho em que todos teremos de abdicar daquelas que possuimos. Eles dizem muita coisa, mas eu só lhes digo uma: vão à merda.
.
Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

30 comentários:

  1. isso mesmo, pá!

    py

    ResponderEliminar
  2. Kaos, estou contigo. A todos eles digo: vão à merda!!!
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  3. E é só mesmo o que apetece dizer!
    Daqui a pouco estamos de novo no tempo que não queremos recordar...
    Jinhos

    ResponderEliminar
  4. anonimo:
    Obrigado, só procuro encontrar alguma lógica nesta gente e só encontro a mentira

    ResponderEliminar
  5. Outsider:
    temos é que tornar este nosso desejo em algo mais real. Um ataque de bostas para lhes mostrar o que são seria bom.
    abraço

    ResponderEliminar
  6. tb:
    Do ponto de vista económico já há muito que lá estamos. Vai sobrando uns cheirinhos de liberdade, aqui e ali para enganar o desespero.
    bjos

    ResponderEliminar
  7. é mais grave ainda se a produção for transferida para espanha...
    e para isso a canalha que (se) governa não tem explicação nem desculpa!
    e devagarinho lá vai o rectângulo para a miséria...

    ResponderEliminar
  8. mas belos "liberais", estes do CDS... esquecem eles que a fábrica é da Johnson e não uma fábrica pública? (q eles aliás parecem não querer...)

    o mal não está no Pinho, está no modelo neoliberal que eles, cds, defendem... um modelo em q os custos laborais, são isso mesmo: custos e onde é sempre possível encontrar alguém algures para explorar ainda mais do que em Portugal!

    ResponderEliminar
  9. Cada vez mais desempregados, cada vez mais pobres, cada vez os ricos mais ricos, somos um povo cada vez mais triste.
    A desilusão é cada vez maior, a vontade de os mandar TODOS "bardamerda" é cada vez maior.

    ResponderEliminar
  10. luikki:
    Reparas-te no facto que o motivo é exceso de produção. Afinal parece que a nossa produtividade é demais. Palhaçadas
    abraço

    ResponderEliminar
  11. Rui:
    É isso mesmo, e o que o CDS defende é que nos tornemos ainda mais miseráveis que os miseraveis que eles vão explorar para eles nos voltarem e explorarem a nós lixando os outros que antes eram mais miseráveia que nós
    abraço

    ResponderEliminar
  12. Carminda:
    Realmente é revoltante, mas temos de acreditar que este sistema não tem futuro. Vai-se consumir a si próprio.
    bjos

    ResponderEliminar
  13. Bem dizia eu há dias no 'Pafúncio'!
    Uns blindados da Tailândia resolviam esta merda em três tempos!

    ResponderEliminar
  14. Infelizmente não é com Pafúncios que o estas coisas deixam de acontecer! Parece que ainda vamos ter que assistir a mais uma revolução só que desta vez o operariado somos nós todos!

    ResponderEliminar
  15. Vibora:
    Já tivemos a nossa oportunidade há 32 anos e vê lá o que fizemos disto.

    ResponderEliminar
  16. Kaótica:
    Era bom que tivesses razão que que todos nós conseguissemos remar todos para o mesmo lado na mesma altura. Quem sabe se um dia?
    bjos

    ResponderEliminar
  17. Pois. Bom dia e abraço.

    ResponderEliminar
  18. Não concordo mesmo nada consigo... penso que o CDS não é o responsável de tão grande KAOS e nem de tantas irresponsabilidades e irregularidades... acha que é?? Desculpe se o incomodo caríssimo amigo, mas no CDS tal como em todas as linhas partidárias existem bons e maus individuos. Que eu saiba até hoje, a doutrina do CDS nunca fez mal a ninguém, só bem!!!!!!Sem Fé nada se consegue Zé... nunca ouviu???!!!Cumprimentos. em Haja! Tenha um Bom Dia!

    ResponderEliminar
  19. ... completando´o comentário anterior... já agora aproveito para me apresentar melhor. Sorry!!
    mp*

    ResponderEliminar
  20. sabr:
    Bom dia para ti também. abraço

    ResponderEliminar
  21. Manuela:
    Não contesto a suas ideologias nem as suas fés. O que disse é que a ideologia defendida pelo CDS de um liberalismo capitalista leva a acontecerem estas situações de empresas deslocalizadas e despedimentos por encerramento de fábricas. Não concordo com o sistema e por isso o contesto e claro que considero aqueles que o defendem co-responsáveis pelos males que ele provoca. Afinal tudo o que fiz foi uma analise lógica da situação. Dai não se pode fugir.
    Um bom dia para si também

    ResponderEliminar
  22. É exactamente isso: Vão à Merda. Já não há pachorra para os aturar.

    Abraço

    ResponderEliminar
  23. pseven:
    Neste caso é só um problema de defenderem um sistema para depois criticarem as suas consequências. tenham pelo menos a dignidade de assumirem o facto de as suas politicas poderem ter este tipo de problemas.
    abraço

    ResponderEliminar
  24. Zé Leitão27/9/06 14:23

    Excelente texto Jóni :-))

    ResponderEliminar
  25. Zé Leitão:
    Obrigado. Continuo à espera dos teus.
    abraço

    ResponderEliminar
  26. D. Manuela, que eu saiba o CDS nunca fez bem a ninguém, só aos seus acólitos e as ideias q actualamente defende só têm feito mal por esse mundo fora... É capaz de explicar a ~sua extraordinária afirmação "Que eu saiba até hoje, a doutrina do CDS nunca fez mal a ninguém, só bem!!!!!!" , é que fiquyei mesmo curiosa sobre os factos em que se baseará para fazer tal afirmação.

    ResponderEliminar
  27. A nossa economia continua a dar sinais de crescimento e as nossas exportações aumentam a cada dia, impulsionadas por empresas como a Renault, a Opel e a Johnson Controls... O nosso país afirma-se como um paraíso para que acredita em tretas ou não precisa de trabalhar para viver... Para os outros... continua a mesma merda!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  28. Esteve:
    Estranho quando as coisas não têm lógica, e o discurso do CDS não tem nenhuma.

    ResponderEliminar
  29. Sá Morais:
    Quando sairem todas, saimos nós também e deixamos isto para os bichinhos.
    Abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo