segunda-feira, outubro 23, 2006

The Believer

Inspirado na obra "The believer" de James Ryman
.
"As Finanças perdoaram à banca o IRS e IRC que o sector deveria ter entregue ao Estado, a título de retenção na fonte, sobre os juros pagos a investidores em obrigações emitidas a partir de sucursais financeiras fora do país.
As Finanças decidiram então que a retenção não é obrigatória até 2007 e justificam a decisão com a ideia de que os bancos agiram de boa-fé quando não realizaram a retenção de imposto. O Governo admite a “forte convicção”, por parte dos bancos, “de que o regime fiscal aplicável seria o da não obrigação de retenção na fonte”, cita o Jornal de Negócios."
.
Com esta da boa fé dos bancos é que me lixam. Com tanta gente, tão competente na procura de formas legais de pagar menos impostos, custa a crer que tenham qualquer dúvida sobre cada parcela de impostos que tenham de ser pagos. Acreditando na ideia de boa fé dos bancos, fica ainda a dúvida de porque vai continuar essa fuga aos impostos a ser possível por mais dois meses. Não deveria a lei começar a ser aplicada na íntegra já a partir de hoje?
.
Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

6 comentários:

  1. se as finanças, bondosamente, perdoaram é porque já havia lei q obrigava ao pagamento....
    se não existisse obrigação de pagar, não era necessário perdão!
    o rectângulo é governado por vigaristas!!!!!

    ResponderEliminar
  2. luikki:
    Havia a lei, a agora segundo as finanças também conta a boa-fé. Mais uma treta para ajudar a banca, coitadinha tão aflita que lea anda. Se fosse com algum de nós, não havia perdão, mas sim multa.
    abraço

    ResponderEliminar
  3. É pá Kaos. Tu és mesmo mauzinho. Não vês que os pobres dos bancos agiram de boa fé? Se fosse um de nós a não pagar, não era de boa fé. É que nós somos todos uns bandidos. Já o disse aquele secretário de estado...
    Um Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Se tivessem de pagar é que eu me admirava... Somos a nova Suiça da Europa! O país dos bancos e dos lucros astronómicos da banca!


    PS: Obrigado pela divulgação lá no novo blog!
    Grande abraço, amigo Kaos!

    ResponderEliminar
  5. Há quantos anos a banca paga uma taxa de IRC bem abaixo da das empresas?
    A banca precisa desta e doutras benesses pois que assim é tudo mais fácil... vigaristas de m....
    Desculpa Kaos, mas até me fazem sair do sério. Que tristeza tudo isto!
    jinhos

    ResponderEliminar