sexta-feira, março 30, 2007

A Orgia dos Porcos

"De acordo com a Comissão Europeia, cerca de 20 por cento da população nacional vive abaixo do limiar da pobreza, após receberem as prestações sociais".
"Neste momento cerca de 300 mil portugueses passariam fome se não existissem ajudas perfeitamente aleatórias e discricionárias de iniciativas como a do Banco Alimentar".
"Outro dos factores que leva a que cada vez haja mais pessoas a necessitarem de ajuda prende-se com o facto de um milhão de reformados receberam pensões abaixo dos 220 euros".
"Em 2001, de acordo com o Eurostat, a taxa de pobreza infantil era de 27 por cento e estava a aumentar desde 1995".

Podia continuar por aqui fora a ir buscar números e mais números sobre a miséria em Portugal. Penso no entanto que estes são suficientes para enquadrar esta notícia:

“A Portugal Telecom e a EDP pagaram mais de 17 milhões de euros em indemnizações aos presidentes e administradores que não foram reconduzidos em 2006.O antigo presidente da PT, Miguel Horta e Costa, e outros três administradores, abandonaram a empresa no início do ano passado, recebendo, no conjunto, uma compensação de 10,7 milhões de euros.
Na EDP, a saída de João Talone e dos restantes administradores custou à eléctrica nacional 6,3 milhões de euros, sendo que o antigo presidente da EDP recebeu mais de um milhão”.

Tenham vergonha na cara, meus senhores. A indignidade destes números agride qualquer ser humano e, se um dia a revolta de um povo vos entrar pela porta dentro, lembrem-se que os culpados desse vosso fim são vocês mesmos. Estamos fartos de vos vermos banquetearem-se com a fome dos outros. Não haverá cravos nesse dia.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

52 comentários:

  1. Faço minhas as tuas palavras Kaos.É uma vergonha.
    Mas vejo tanta apatia à minha volta.Temo pelas próximas eleições quando chegar o dia...
    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Já vi onde vem a expressão Matança do Porco, só que aqui não dá para comer...viva a carne mas não esta e não me faças preferir o peixe ;)

    ResponderEliminar
  3. agora meio off-topic: sabes que recebi hoje um ppt com montagens de imagens do teu blog?

    se quiseres que te faça um fwd, manda-me um mail para eu recuperar o teu endereço já que não o encontro em lado nenhum!...

    ResponderEliminar
  4. Tenho vergonha de ser português.Como é que essa gente tem a lata de falar em solidariedade, moralização e outras coisas tais...A sorte deles é este país ser o lugar onde não acontece nada. Todavia, ainda não perdi a esperança de que os quase mortos comecem a estrebuchar.

    ResponderEliminar
  5. Olá , olá ,
    Kaos o tempo que eu gastei a ver os post's perdidos por mim nestes dias em que tive de ir a Lisboa ...
    Estão fantásticos como sempre.
    Já tinha saudades de cá vir , no entanto vou realmente continuar muitíssimo ocupada com um acontecimento muito pessoal para o proximo dia 7 de Abril e depois vou estar ausente do país durante 10 dias , apesar de tudo vou tentar aceder á net a partir do estrangeiro só para ver o que contas.
    Quanto a estes porcos ...meninos não valem a lavadura que comem.
    Quem lhes desse mas era uma boa bosta acabadinha de largar e ainda a fumegar era pouco!!!
    Bom fim de semana
    Beijão grande

    ResponderEliminar
  6. Eu acho bem que se pense antes de se fazer eleições. E que sobretudo se pense se é mesmo preciso esperar por elas. Por mim, faz-se a limpeza da Primavera já amanhã.

    Ando a ficar farta de esperar pra ver se melhora, quando a corja é sempre igual.

    ResponderEliminar
  7. isto não muda com eleições!
    é absolutamente necessário rebentar com a corja...
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Um escândalo!!! Nem tenho palavras para os descrever...
    Muito bem retratado por ti. Parabêns!




    ps-Este e o Robin de Portugal
    (postado lá mais abaixo), são muito bem achados ;-)

    ResponderEliminar
  9. sa morais30/3/07 22:59

    Infelizmente, vergonha é coisa que estes imbecis não têm... Sabe-lhes bem viverem bem e rirem-se na cara de quem conta os euros todos os meses. E o pior é que o povo indigna-se mais com a mázinha da novela ou com outras trivialidades e esquece-se que estes bandalhos os roubam a cada segundo!
    Cravos? Não... Cordas! Que ainda há muito pelourinho! E se faltar a corda por serem tantos os fdp que desgraçam o país, que se atirem pelas janelas, pois essa é outra velha receita para os traidores e chulos neste Portugal!

    Abraço!

    ResponderEliminar
  10. Viva, Kaos!

    Por me parecer que deve ter a maior divulgação possível, vou inserir um link no meu blog para aqui.

    Abraço

    Ruben

    ResponderEliminar
  11. Henry Pote30/3/07 23:55

    António Mexia pode ganhar até 4,2 milhões de euros de salário na EDP, no total do seu mandato (três anos), graças às novas regras de remuneração da eléctrica nacional.

    De acordo com uma declaração da comissão de vencimentos, já aprovada pelo conselho-geral e de supervisão, e que será apresentado na Assembleia Geral da EDP a 12 de Abril, o presidente do conselho de administração executivo vai receber, por ano, um ordenado fixo de 600 mil euros brutos, mais uma remuneração variável anual, que pode chegar a 100% desse salário. A este montante poderá acrescer uma outra remuneração plurianual, no final do mandato (também de 600 mil euros). Ou seja, se a empresa liderada por Mexia cumprir todas as suas metas, ele pode receber o equivalente a sete ordenados brutos.

    "In Diário de Notícias, 30 de Março de 2007"

    "Mais comentários para quê?!"

    ResponderEliminar
  12. Henry Pote31/3/07 00:21

    Ó povo arrebanhado, A C O R D A!!!! Larga de vez com a merda dos futebóis, Deixa de pôr bandeiras às janelas quando te pedirem! Deixa-te lá das votações no Salazar! Deixa-te de telenovelas frouxas! Deixa de andar de cócoras! Cultiva-te ! Deixa-te dos abovinados programas televisinos que te alienam!
    Levanta-te! Grita! Critica! Protesta! Indigna-te! Revolta-te! Clama por justiça! Levanta os teus punhos no ar! Não te resignes! R E A G E!!!!
    De uma vez por todas, A C O R D A!! porra.

    ResponderEliminar
  13. Sempre ouvi dizer que a miséria dum país é quase sempre proporcional à corrupção que por lá grassa.
    Pobre Portugal e pobres portugueses (os não corruptos claro).

    ResponderEliminar
  14. Temos que manter a eurocalma...
    A pia dos javardos já está quase sem lavagem...
    'Vergonha' é palavra que não conhecem.
    Vão-nos apertando,tanto,tanto,que não sabem que estão a matar a galinha dos ovos de ouro.
    Mas tens razão.Temos que lhes arrear forte e feio.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  15. Abstenho-me de falar do grave da situação, pois outros referirão mais e melhor que eu tal imoralidade.
    Apenas uma palavra para Horta e Costa; já como estudante em Económicas, metia nojo, depois na PT, foi o vótimo total.

    ResponderEliminar
  16. allien:
    Também que opções vão ter as pessoas para escolher?
    bjs

    ResponderEliminar
  17. dae:
    Aqui não dá para nada. Também não me apetece peixe.
    abraço

    ResponderEliminar
  18. Rui:
    também recebi aqui um com as imagens da Moda Lisboa. Será o mesmo?
    abraço

    ResponderEliminar
  19. anonimo:
    Eu preferia que fossem os vivos. É a eles que interessa.
    abraço

    ResponderEliminar
  20. Laurentina:
    É sempre bom ver-te de volta. Faz lá o que tens a fazer com calma que nós não nos vamos embora. Estaremos aqui à tua espera.
    bjs

    ResponderEliminar
  21. Cris:
    Tens toda a razão, mas não me parece que esta primavera vá dar novas flores. Mas, muitas vezes basra um click
    bjs

    ResponderEliminar
  22. luikki:
    E vai acontecer pode ser é mais tarde quando devia ser mais cedo.
    abraço

    ResponderEliminar
  23. Sulista:
    Obrigado, também eu me senti revoltado com tudo isto.
    abraço

    ResponderEliminar
  24. Sá Morais:
    Vai chegar o dia em que a corda vai partir e o mais engraçado é que vai ser por um pormenor de somenos importância. É a gota a mais.
    abraço

    ResponderEliminar
  25. Ruvasa:
    Obrigado. Bem vindo aqui ao jardim.
    abraço

    ResponderEliminar
  26. Henry:
    Para nada. Está tudo dito mas ainda não feito. Estragar-lhe o negócio e correr com eles.
    abraço

    ResponderEliminar
  27. Henry:
    Como disse ao Sá Morais, vai ser por um nada que isto vai rebentar. E vai.
    abraço

    ResponderEliminar
  28. Zé Povinho:
    Se não o é olha que nesta caso bate certo. Até demias.
    abraço

    ResponderEliminar
  29. a minha pele:
    Também me parece que andam a abusar demais. A coisa pode começar a correr-lhes mal a qualquer momento.
    abraço

    ResponderEliminar
  30. Pinguim:
    Eu tive a sorte de não conviver com tal personagem nem mesmo de a conhecer. Não tenho pena.
    abraço

    ResponderEliminar
  31. Eu não sei se penso certo, porque ando mtas vezes na lua. Mas ao olhar pra trás, sabes, vejo que a revolução que aconteceu, teve os protagonistas que teve porque, de certa forma os calos lhes eram apertados. Está bem que havia idealistas que pensavam pela sua própria cabeça, tipo Salgueiro Maia e assim. Mas a guerra no ultramar da altura fez muito forcing para a reacção acontecer.
    Hoje o poder militar é intocável. E quem manda nos soldados são marechais e generais que têm o governo e presidência como compinchas. Não sei se me fiz entender. Mas desta vez, o clic tem que partir do povo. Penso eu. Tem que ser uma tomada da Bastilha, uma limpeza geral das cortes( com pronúncia do norte: córtes).


    beijo e bom fds

    ResponderEliminar
  32. Cris:
    Eu de pronuncias não falo, que é ao povo que cabe avançar disso não tenho duvidas. Muitas vezes basta um pequeno nada para a coisa quebrar, mas provavelmente vai começar lá por fora e só depois chegar aqui.
    bjs

    ResponderEliminar
  33. Fala se mto mas faz se cada vez menos, inda alguem se lembra das razoes de abril? Para kuando um reavivar das memorias. Jah era altura de lincharmos meia duzia deles

    ResponderEliminar
  34. Henry Pote31/3/07 13:12

    Como se devem lembrar, a contra-revolução começou logo a 26 de Abril de 1974 quando os "capitães" entregaram o poder a uma Junta de Salvação Nacional constituída por alguns nomes da hierarquia militar que viriam a revelar-se afinal inimigos da Revolução.
    Spínola que presidiu à Junta, foi o principal responsável pelo abortado golpe reaccionário de 11 de Março; Galvão de Melo e o bronco do Pinheiro de Azevedo, cedo começaram a conspirar e Jaime Silvério Marques, um general cinzentão dos ultras de Direita, nunca esteve do lado certo. Os únicos que se mantiveram fiéis, de um modo ou de outro, ao espírito de mudança foram Rosa Coutinho por parte da Armada e Costa Martins, em representação da Força Aérea, mas viriam a ser definitivamente afastados, por força dos seus posicionamentos à esquerda.

    ResponderEliminar
  35. Henry Pote31/3/07 14:10

    Acrescento à lista da JSN mencionada no comentário anterior o nome, omitido por lapso, do então general Costa Gomes, mais tarde marechal, que chegou à Presidência de República e que procurou manter sempre uma prudente neutralidade em relação a momentos muito críticos do PREC.

    ResponderEliminar
  36. Eu sou daqueles que ansiosamente estou à espera desse dia. Só acho que não vai acontecer tão depressa. "O Povo é sereno"...
    Abraço.

    ResponderEliminar
  37. Eu estou pronto para os pendurar pela cabeça... mas por ora dedico-me a divulgar este excelente blog e sugiro-vos que façam o mesmo

    ResponderEliminar
  38. Kão ke ladra n morde.

    ResponderEliminar
  39. anonimo:
    Em Portugal sempre foi o povo que defendeu a liberdade e a independencia do país. O dia chegará inevitavelmente.
    abraço

    ResponderEliminar
  40. Henry:
    Eu sei porque eu estive lá e vivi todo esse tempo. A história não se repete, mas já mostrou que as mesmas causas levam a consequencias identicas. As causas, essas estãi cada dia mais presentes.
    abraço

    ResponderEliminar
  41. Henry:
    A esse faltaram-lhe as unhas para uma tal guitarra.
    abraço

    ResponderEliminar
  42. Corcunda:
    Quando for vai ser uma surpresa que ninguém espera. Sempre foi assim.
    abraço

    ResponderEliminar
  43. Manuel:
    Obrigado e claro que fico satisfeito pela divulgação.
    abraço

    ResponderEliminar
  44. muttley:
    Quer isso dizer que o povo não ladra mas morde? É que mesmo aqueles que não mordem se forem atiçados ou atacados mordem mesmo.
    abraço

    ResponderEliminar
  45. Henry Pote31/3/07 21:43

    Eu tenho um cão muio fiel, muito amigo e muito obediente. Quando o irritam, porém, ladra. Ladra muito mas também morde. Morde muito. Mesmo muito! E deixa marcas!
    Cuidado com essa falsa teoria !!!

    ResponderEliminar
  46. Henry:
    Vamos juntar os cães todos e vamos a eles.
    abraço

    ResponderEliminar
  47. Anónimo2/4/07 00:51

    E ainda era recruta e já tinha farda feita por medida......

    ResponderEliminar
  48. Anónimo2/4/07 00:55

    Há dias alguém com pouco mais de 1000 euros/mês se enfernizava que estaria a viver à custa dos "outros" porque tinha recebido um subsídio de doença...

    Ingenuidade....claro que como não tem dinheiro para jornais ainda não tinha visto a notícia...

    ResponderEliminar
  49. Um dia a Cruz Vermelha virá cá ajudar-nos...

    ResponderEliminar
  50. anonimo:
    Penso que este comentário era para o Porta lá mais acima?
    abraço

    ResponderEliminar
  51. anonimo:
    Há gente a ganhar menos de 300 euros por mês e os grandes economistas afirmam que isso está a matar o país porque não tem condições para lhes pagar mais. Como dizia o outro, "Uns vão bem outros mal"
    abraço

    ResponderEliminar
  52. ortogal:
    Ou o Guterres com o seu apoio aos refugiados. Já pouco nos falta.
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo