segunda-feira, julho 30, 2007

Festarola no Chão da Lagoa

Alberto João Jardim, acusou o primeiro-ministro, José Sócrates, de "pôr em causa a coesão nacional”, “Nunca o separatismo teve um aliado tão grande" e apelando ao presidente da República: "Tenha atenção ao que este homem está a fazer à coesão nacional".
Marques Mendes prosseguiu, "Quem está em falta é o primeiro-ministro de Portugal e, por isso, lhe quero dizer, se o primeiro-ministro de Portugal não gosta da autonomia e não respeita a autonomia, ao menos tem a obrigação de respeitar o apelo de Estado feito pelo presidente da República".
O secretário-geral do PSD-M, Jaime Ramos, disse que a Madeira não pode cooperar com "um aldrabão" (o primeiro-ministro) e criticou o presidente da República pelo "papel passivo" perante a "política de perseguição ao povo português". "Não podemos chegar à cooperação e entendimento com alguém que mente, com alguém que é um aldrabão".

Quem visita este blog sabe que por aqui não se morre de amores pelo Engenheiro, mas quando o Bicho da Madeira fala há sempre assunto, especialmente se fala de separatismo. Todos nós nos lembramos da Flama, e de quem a liderou. O que posso dizer, mais uma vez, ao Sr. da Madeira, é que tem de cumprir as leis como todos os outros. Não é Deus, nem Soba, nem sequer Rei. É um funcionário do Estado e é como tal que se deve comportar, mas se realmente quer ser independente, pois que diga, mas tenha cuidado, é que podemos aceitar. Outro que também sempre foi funcionário do Estado é o Pequeno Mendes, esse também ou foi deputado, ou ministro, ou outra coisa qualquer daquelas que aumentam na despesa do estado. A esse só posso dizer que provavelmente tem muita razão quando diz que o Engenheiro não gosta da autonomia, afinal, bem se tem mostrado alguém que gosta de ter tudo, à sua volta, bem controlado e calado. Tem razão nisso, mas não tem quando ele próprio não sabe mostrar uma grandeza de não aceitar apoiar o desrespeito pelas regras do seu país, em troca de uns votos, que lhe garantam a liderança de um partido cada vez mais caricato. Quanto a ter referido a posição do Sr. Silva, que até mandou as tropas para o apoiar na sua candidatura, não sei se vai gostar muito de ter sido chamado à baila, num assunto do qual lavou as mãos e quer ver esquecido o mais rapidamente possível. Afinal era dele a responsabilidade de agir em defesa da constituição e da legalidade.
Quanto às declarações do Sr. Ramos, só as coloco aqui porque acho fantástico ver tal personagem chamar de aldrabão seja a quem for. Mesmo que seja o Engenheiro.

Contributo para o Echelon: spies, IWO, eavesdropping

28 comentários:

  1. Noutro qualquer País
    esta falta de educação
    estava na posse dum juiz
    para a sua resolução

    ResponderEliminar
  2. Liberdade30/7/07 15:26

    Kaos:
    Qual o software usado para tão bons pedaços de arte?
    Brigado Antecipadamente

    ResponderEliminar
  3. O que se pode fazer? são os politicos que temos no nosso pais. sinceramente, não consigo salvar nenhum no meio desta "grande classe" portuguesa.
    abraço

    ResponderEliminar
  4. Felizmente, vozes de burro... não chegam ao céu!...

    Xi da Porca

    ResponderEliminar
  5. Contradições:

    Mas em Portugal
    Isto vai de mal a pior
    Cada um é animal
    do mais pequeno ao maior
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Liberdade:
    Eu utilizo o Fireworks, mas qualquer bom programa de edição de imagem serve.

    ResponderEliminar
  7. icreate:
    Realmente a pergunta é porque quem é bom não está lá? Ou não querem ou não os deixam entrar?
    abraço

    ResponderEliminar
  8. Porca:
    Mas chegam ao inferno onde vivemos actualmente...infelimente.
    bjs

    ResponderEliminar
  9. Ola amigo há muito que tenho o seu blog linkado no meu espaço. Ele é de facto uma maravilha e no genero de critica é uma verdadeira referencia da nossa Blogosfera. Quanto aos politicos
    e citando palavras suas "Cada um é animal do mais pequeno ao maior"...e sem apuramento de raça! Parabens pelo seu espaço e pelo excelente humor com que delicia os leitores até porque considero o humor uma forma superior e inteligente de intervenção...e quanto precisamos dela!

    Um abraço Fraternal
    Antonio Delgado

    ResponderEliminar
  10. Penso que devemos declarar a independência unilateral de Portugal e dos Açores da Madeira.
    Ontem.

    ResponderEliminar
  11. Eu também não quero os Açores para nada. Nem Lisboa. Devámos dar Lisboa.

    ResponderEliminar
  12. Anónimo: então e depois quem é que sustentava o resto?

    ResponderEliminar
  13. Estou como o Saramago... já que tenho que ser chulado, que seja pelos de Madrid.

    Os Lisboetas não são mais que Transmontanos, Alentejanos, Beirões, Portuenses, etç, reunidos no vale do Tejo para o chulanço.

    ResponderEliminar
  14. Alguém devia de fazer testes psicotécnicos a este gajo!
    Alberto João Jardim sofre do complexo da Raínha Má (versão Branca de Neve)
    «Espelho meu, espelho meu, haverá alguém neste pais pior do que eu?»

    ResponderEliminar
  15. António Delgado:
    Obrigado pelas tuas palavras que muita força me dão para continuar. Aqui só procuro mostrar a forma como vejo este país e este mundo. Posso estar completamente errado, mas não consigo ve-los de outra forma.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  16. Pedro Silva:
    Eu voto Sim nesse referendo
    abraço

    ResponderEliminar
  17. anonimo:
    Deixem pelo menos um cantinho para eu viver. Não me apetece nada ser espanhol
    abraço

    ResponderEliminar
  18. Pedro Silva:
    O resto parece que cada vez mais é só paisagem
    abraço

    ResponderEliminar
  19. anonimo:
    Isso de ser espanhol é que não me apetece nada. Guardem lá um cantinho de Portugal para mim
    abraço

    ResponderEliminar
  20. blue minerva:
    Era logo internado para nunca mais sair.
    bjs

    ResponderEliminar
  21. Os portugueses são colonialistas por vocação, por isso, não conseguem lidar com a frontalidade do presidente da Madeira que diz em voz alta o que pensa. Quanto à independência dos Açores e da Madeira, eu, açoriana, penso que já devia ter acontecido há trinta anos. Abaixo o colonialismo e viva a indepência de todos os povos da Terra.

    ResponderEliminar
  22. sarcástico31/7/07 11:58

    kaos
    Trata-se de politiquice ( e não de política) no que tem de mais vil... achincalha-se e assim se vai levando a vidinha cómoda: não me venham dizer que é por espírito de cidadania que este senhor preside há tantos anos aquele espaço no meio do Atlântico. Se o espírito fosse de cidadania, a população de Porto Santo (maravilhosa para nós, turistas, mas não para os habitantes que têm de ser levados de helicóptero em caso de doença grave)teria uma vida mais digna e o que sucede é que os jovens da pequena ilha, na melhor das hipóteses, estudam até ao 12º ano dado que os pais não têm os meios de lhes oferecerem a continuidade nos estudos.E isto porquê??? Porque o número de votos que este senhor aí poderá ter não tem significado.
    Penso que o discurso político que passa pela ofensa básica (o que não faz de mim um admirador do Inginheiro) é tudo menos político e encontra-se ao nível de quem o profere (quem tem boa memória lembra-se da biografia deste senhor publicada há alguns anos no Expresso)...

    ResponderEliminar
  23. Vocês desculpem lá qualquer coisinha mas expliquem-me lá uma coisa: agora que aparece um "palhaço e o seu circo" que até diz tudo aquilo que toda a gente pensa mas tem medo de dizer em voz alta com medo de ser perseguido porque é que lhe atiram pedras?

    1- Onde é que está a vossa liberdade de expressão? Ou só os pequeninos e pobrezinhos é que têm direito a ela? Ao menos temos uma voz (mesmo que de qualidade duvidosa) que se faz ouvir!

    2- Meus caros se o Governo criar uma Lei a dizer que para bem do país e como incentivo à natalidade todos os homens do país com alegadas dividas ás Finanças e SS que queiram contestá-las devem colocar as suas mulheres à disposição dos funcionários do Estado para procriação vocês cumprem a Lei?

    Não sei se sabem mas na tropa a uma ordem que seja ilegal, e percebida como um crime, pode ser recusada a sua obediência com base na objecção de consciência!

    Na vida civil nem isso nos é permitido, por isso não me venham agora criticar uma das poucas vozes que ataca o Sócrates com algum vigor e que se recusa a cumprir todas as regras que o Estado cria para nos sodomizar!

    ResponderEliminar
  24. anonimo:
    O Colonialismo foi chão que já deu uvas cá pelo jardim. O Bicho da Madeira pode "ser frontal" à sua vontade, não pode é não respeitar a constituição e as leis da republica. Querem independência peçam que por mim não tenho nada a opor.

    ResponderEliminar
  25. sarcastico:
    Vivi numa pequena ilha nos Açores durante muitos anos pelo que sei o que é a insularidade. Em nada justifica este tipo de discurso que só mostra a baixeza de que o produz. Se bem que haja problemas quem vive nas ilhas tem benefícios que valem bem as dificuldades porque passam.
    abraço

    ResponderEliminar
  26. Vírus e segundo anónimo: estão vontade pela minha parte.
    Tornem-se já independentes amanhã.
    Ontem.
    E Vírus:deixe-se de tretas com a liberdade de expressão.
    O que o senhor jardim faz não é liberdade de expressão.

    Volto ao inicio:querem independência?
    Por mim é já amanhá. Estou farto de ter a fama de colonialista e nenhum do proveito.
    Tornem-se independentes já amanhã.

    Altere-se já a constituição.

    Como português nascido no continente não me oponho.
    Amanhã, independência, já.

    Independência também do nosso orçamento nacional.Acrescente-se para ficar em acta.

    ResponderEliminar
  27. Virus:
    Não pode ser. Ele faz parte da estrutura politica do país e tem de cumprir a lei. Senão p Presidete da Camara de Cu-de-baixo diz que não cumpre a lei das Autarquias, o de cu-de-cima a das incompatibilidades, eu assalto velhinhas porque não aceito cumprir a lei e por aí fora. Estamos a falar de uma lei que foi referendada e que qualquer mulher madeirense tem o direito de ver cumprida. O que Bicho da Madeira faz não é coragem nenhuma, mas simplesmente aproveita-se da força que tem no PSD e da falta de coragem dos sucessivos Presidentes.

    ResponderEliminar
  28. Pedro Silva, eu nem falei em independência?! Essa passou ao lado! Enfim, fora isso 'tamos de acordo no tocante à indepndência!

    Kaos, de facto a liberdade de expressão não é um ponto forte do "cagamelo" em questão, sobretudo no seu jardim, mas como eu digo sempre todos têm o direito à expressão desde o Hitler, ao Estaline, etc. e tal! Outra coisa que não podemos confundir são leis do foro criminal (as chamadas de sangue e violência) com as restantes leis fiscais e administrativas. Aliás no tocante ao aborto estamos os dois no mesmo campo. Quando me refiro ao cumprimento de leis refiro-me essencialmente áquelas que sodomizam o povo para viver à conta dele (como aliás ele também faz) e não de Leis que regulam a vida em sociedade e garantem a segurança!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo