domingo, julho 29, 2007

O Aborto no PSD

O destino tem destas coisas. Agora que o pequeno Mendes vai a votos no partido, e cada apoio importante com o do Bicho da Madeira a fazer a diferença. Logo agora que este resolveu fazer mais uma das suas e dizer que não cumpre uma lei da republica e promulgada pelo Presidente, um tal de Sr.Silva. Recusa-se a aplicar a Lei do Aborto na Região e o pobre Mendes tem de ficar calado. O pior é que não pode, não pode porque é o Presidente do PSD e o Jardim governa em nome do partido. Não pode, mas cala-se, cala-se porque não pode falar contra o Jardim, porque perde o apoio, nem a favor dele porque estaria a defender a ilegalidade. Então cala-se, cala-se ou diz "os governos que se entendam" que é exactamente a mesma coisa. Eu não sou politico, eu não gosto destes políticos, nem destes partido e se implodirem fico contente. Não compreendo como pode alguém que não tem coragem de assumir convicções, para fazer o que tem de fazer, somente para ser um pequeno líder de um partido, cada vez mais pequeno, desejar ser Primeiro-ministro deste país. É mesmo vender a sua imagem por muito pouco.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

4 comentários:

  1. É absolutamente compreensível
    a reacção do Alberto João
    pois ele é um aborto visível
    uma verdadeira contradição

    ResponderEliminar
  2. Contradições:
    Pode viver em contradições, mas sabe aproveitar-se da fraqueza dos outros para fazer disso a sua força
    abraço

    ResponderEliminar
  3. Vi há dias os seguintes e significativos dados:
    Na Madeira há 200 mil habitantes e, na votação interna do PSD, a Madeira tem um terço dos votos!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo1/8/07 00:17

    CURIOSAMENTE DIZ-SE QUE "OS BONS POLÍTICOS NÃO SE MEDEM AOS PALMOS", MAS PARA MM É UMA EXCEPÇÃO A ESTA REGRA ! ...
    FG

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo