terça-feira, julho 31, 2007

Pinturas Celebres - Teixeira dos Santos

O Homem do turbante vermelho
de Jan Van Eyck

Se me poderem explicar porque razão os acusados do famoso "Processo Furacão", nem serão julgados de aceitarem pagar o que devem ao fisco (falta saber se com multa ou desconto), agradecia. Será que a justiça não é igual para todos? Esta demonstração de que a ilrgalidade compensa, pois só se paga se se for apanhado, não é muito bom para a credibilidade do sistema. Dá vontade de também tentar fugir aos impostos, mas tenho a certeza que no meu caso me sairia muito caro e, se tivesse tentado branquear capitais iria, parar à prisão. Mas, eu sou um simples mortal.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

16 comentários:

  1. Bolas amigo, eu até gosto de pintura, mas nunca vi nenhum pintor perder tempo com semelhante projecto de modelo. Quanto ao perdão... bem coitados dos infractores. Era coisa "pequena", os pobrezinhos nem sabiam que estavam a prevaricar, foi tudo uma série de mal entendidos que esses desprotegidos nem sequer deram por isso.
    Não vale a pena atacar os tubarões (ou serão baleias?), quando há por aí tanto carapau do gato para punir exemplarmente!
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. A prisão fez-se para os pobres!
    Ou não?

    ResponderEliminar
  3. Isso e a dispensa do herói das Finanças é como o treinador de futebol que, após a sua equipa ter marcado um golo, manda a equipa desacelerar e recuar. Em ambas as situações arriscam-se a levar um golo ou até perder. Octávio Lima (ondas3.blogs.sapo.pt)

    ResponderEliminar
  4. Pois é!
    Parece que estes energéticos não vão de férias.
    Há muito tempo que as finanças e os impostos deixaram de ter moralidade.

    uGH

    ResponderEliminar
  5. Anónimo1/8/07 01:08

    SISTEMA, sei o que é e posso dar alguns exemplos que, aliás, todos conhecem: sistema décimal, sistema binário, sistema solar, sistema nervoso, "sistema" no futebol, etc., etc. e é um nunca mais acabar de sistemas.

    Credibilidade no sistema é que não sei o que é; e porque nunca ouvi falar ... deve ser uma expressão arcaica.

    Há mesmo algumas palavras que deveriam ser proibidas de adjetivar alguns substantivos: moral, justo, igual (perante a lei), etc..

    E, acima de tudo, a LEI deve ter vergonha de "castigar" pessoas tão importantes ... que até dão (tão generosos que eles são!) trabalho a quem tanto precisa para sobreviver neste "BURACO".

    excrente

    ResponderEliminar
  6. Anónimo1/8/07 12:18

    Meus amigos, a prisão não é para os pobres. A prisão é para quem chateia estes gajos. Quem se mete com o PS leva! Lembram-se?

    Dinheiro a vir da Europa não falta e dá para quem alinhar com eles sem chatear meter muito ao bolso.

    Quando a torneira fechar e deixar de vir guita, o Saramago já deu a receita e os Socialistas já andam a dar as primeiras notas - IBÉRIA

    ResponderEliminar
  7. lá se foi a separação de poderes...
    ou então ficou a saber-se que ela não existe...
    foi o querido do procurador-geral que mandou rabiscar um comunicado a informar que o furacão não passou de uma bufa....

    ResponderEliminar
  8. Portugal is so diferent.
    sincerely
    António Delgado

    ResponderEliminar
  9. Zé Povinho:
    Dizes muito bem, é batendo nos fracos que procuram mostrar a sua força e dar guarida aos poderosos
    abraço

    ResponderEliminar
  10. capitão merda:
    Os ricos estão "presos" nos seus condominios de luxo.
    abraço

    ResponderEliminar
  11. Octávio Lima:
    Neste jogo o arbitro está comprado. Quem perde sempre somos nós
    abraço

    ResponderEliminar
  12. Ugh:
    Ou há moral ou comem todos, diziam-me quando era pequeno. Neste caso não há moral nenhuma e por isso só alguns comem.
    abraço

    ResponderEliminar
  13. excrente:
    Há muito que estamos entregues à nossa sorte e alguns falam de sistemas para justificar o injustificavel.
    Tramado está quem não tem hipoteses de tentar fugir ao fisco
    abraço

    ResponderEliminar
  14. anónimo:
    A prisão é actualmente para procurar dar uma imagem de justiça competente que não temos. O futuro nãqo será uma ibéria, mas uma Europa de Senhores e escravos
    abraço

    ResponderEliminar
  15. luikki:
    Pelo cheiro a merda que se sentiu foi uma bufa bem grande
    abraço

    ResponderEliminar
  16. António Delgado:
    Será?
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo