quarta-feira, maio 02, 2007

O Trabalho Liberta

"O presidente do CDS/PP, Paulo Portas, afirmou esta terça-feira, na Madeira, que «o trabalho liberta», recorrendo a um dos lemas nazis mais utilizados nos campos de concentração durante a II Grande Guerra."
in Diário Digital

Algum sonho que teve durante a noite e que lhe pôs as palavras na boca durante o dia. Nada que me surpreenda vindo de quem vem.

Contributo para o Echelon: 15kg, DUVDEVAN

19 comentários:

  1. "ARBEIT MACHT FREIHEIT" era o anúncio nos portões daos campos de concentração nazi.
    Como não entra palo PSD, faz um pisca-pisca à direita extremista e fascistóide!

    P.s. - Estranho nada teres dito,na visita que hoje me fizeste, sobre o singelo prémio que te atribuí (Publicação nº 353 de 28 de Abril), nem acusado a recepção do mail enviado para j.Pest... a anunciá-lo!

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Ps. 2 - Estranho e estou, naturalmente, magoado até por ver publicamente anunciada outra distinçao posterior à que te concedi.
    Lamento.

    ResponderEliminar
  3. Estou mesmo a ver que por este caminho, o Portas ainda vai tirar mais votos ao PNR do que ao PSD... Ou seja, ambos os dois, que este primeiro reune actualmente...

    E assim dorme descansada a Socretina...

    ResponderEliminar
  4. Jorge:
    Não fiques zangado comigo, que não foi por mal. Como já te expliquei no Sino da Aldeia tenho andado meio afastado da net nestes dias por razões particulares e com muito pouco tempo. Se não reparei foi porque não fiz visitas nestes dias e nem o mail fui ver. As minhas desculpas.
    abraço

    ResponderEliminar
  5. Rui:
    Há muita gente que veja o Portas como alguém de grande qualidade e capaz de mundos e fundos. Eu até o considero meio fracote naquilo que diz e sobretudo muito confuso nas estratégias que inventa. Basta ver os resultados eleitorais que conseguiu para ver que não convence o eleitorado. O seu grande trunfo é que não haja maiorias absolutas para arranjar uns tachitos no poder.
    abraço

    ResponderEliminar
  6. Agora é eu eu percebi o cheiro a suor emanado lá pelos lados do Largo do Caldas...
    Isto está lindo, está!
    jinhos

    ResponderEliminar
  7. Anónimo2/5/07 14:45

    Sieg Heil!
    Infelizmente esta saudação é assumida, por alguns, e clamada, em segredo, por muitos. É destes socialismos que tenho medo!

    ps - comentário de alguém com mais de 50% de antepassados judeus-marranos e que se houvesse por aqui nazismo, entrava pela porta e saia pela chaminé -era a Freiheit deles!

    ResponderEliminar
  8. É penoso ler isto. Não sei por que razão mas ao ler estas palavras de ordem nazis fico tão triste. Palavra.
    O trabalho, Sr. Portas, quando honrado, liberta o país da letargia em que se encontra porque se produz alegremente e se vêem os resultados a longo prazo, quando não a curto.
    Nós, o povo, por assim dizer, produz para um bando de chulos esbanjar da maneira que melhor lhes convém.

    Estão cada vez mais visíveis as caras verdadeiras deste bando de fascistas. As máscaras caíram. Embora nunca me tivessemenganado. S´ó lamento é ver que agora o são declaradamente e mesmo assimse mantêm ali, no lugar de decisão dos destinos de uma nação.

    Desculpa Kaos. Mas isto põe-me doente mesmo.
    Bj

    ResponderEliminar
  9. tb:
    Há que levantar a voz e arrepiar caminho. Isto vai de mal a pior.
    bjs

    ResponderEliminar
  10. anonimo:
    Não é medo que temos de ter, mas coragem para o afrontar. Aquela gente tem de saber que há quem esteja proto a barrar-lhes o caminho
    abraço

    ResponderEliminar
  11. Cris:
    Não tens de pedir desculpa. Simplesmente colocaste o dedo na ferida. Esta gente não tem moral nem direito a estar onde está. Há que mostrar que o caminho que desejamos não é este e que esta gente não conseguirá triunfar. Não enquanto pudermos lutar contra eles.
    bjs

    ResponderEliminar
  12. Henry Pote2/5/07 18:22

    Esta corja de fascistas está a aproveitar-se do descarado nepotismo letárgico e cúmplice deste governo dito socialista!
    É preciso "mudar de vida" como apelou ontem José Mario Branco na Casa da Música, no Porto!

    ResponderEliminar
  13. Anónimo2/5/07 18:33

    Se o trabalho liberta, este cabrão deve ser obrigado a ir para os trabalhos forçados, à boa maneira dos esclavagistas!
    Fil"@ da P%&)!

    ResponderEliminar
  14. Mais um para o Alberto chamar de fascista. :)

    ResponderEliminar
  15. ler ou ouvir essa frase,
    sinceramente, dá-me voltas ao estômago.

    este portas é um puto imbecil.

    ResponderEliminar
  16. Henry:
    Mudar de vida e sobretudo mudar esta corja.
    abraço

    ResponderEliminar
  17. anónimo:
    Isso não pode ser que lhe fazia calos nas mãos e depois gastava muito dinheiro na manicure.
    abraço

    ResponderEliminar
  18. dae:
    A esse pode porque é verdade
    abraço

    ResponderEliminar
  19. adesenhar:
    mas é um puto perigoso porque há quem lhe dê ouvidos
    abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo