quinta-feira, janeiro 31, 2008

A pérola

 Uma pérola

«Logo no início do seu discurso na abertura do Ano Judicial, Cavaco Silva disse ser frequente suscitarem-se algumas interrogações, “perguntas simples, mas essenciais”, como, por exemplo, se “os portugueses confiam e acreditam na justiça do seu país?”
”A celeridade não é um valor absoluto, mas a lentidão não pode ser uma prática instalada”. “Não é tolerável” que o desfecho de alguns processos se arraste durante anos nos tribunais portugueses.

Para Cavaco Silva, a justiça “não deve estar à mercê daqueles que recorrem a todos os instrumentos processuais como meio dilatório para impedir ou retardar o trânsito em julgado das decisões judiciais”. “O Estado de direito não pode ser refém daqueles que dispõem de maiores recursos”.

O Presidente interrogou-se sobre se “os portugueses se revêem no aparelho judiciário e nas decisões dos magistrados, e se se orgulham da justiça do seu país”.»

in “Diário Digital


Quem vem a este blog sabe que nunca fui um grande admirador do Sr. Silva. Pelo contrário considero-o como um dos principais responsáveis pelo actual estado das coisas neste país. Os seus dez anos de governo criaram muitas das práticas e desigualdades que são hoje apanágio da nossa sociedade. Até o próprio sistema judicial que agora critica tem muitos resquícios dessa época.

Também os discursos do Sr. Silva nunca me entusiasmaram muito, de tão cheios de frases feitas e vazias. Pelo contrário, este parece-me cheio de verdades de que há muito todos temos consciência. Em Portugal há uma justiça dura para os pobres e para os pequenos crimes e uma muito mais macia e complacente para os poderosos (como aliás era e é defendido nas directrizes do Clube Bilderberg). Também os expedientes legais, os recursos dilatórios são prática comum para quem pode pagar aos grandes escritórios de advogados. Tem razão o Sr. Silva naquilo que disse neste discurso. Uma pérola no vazio da sua presidência
.

Contribuição para o Echelon: NATOA, sneakers, UXO

3 comentários:

  1. O que nos está a acontecer, ao lado dum PS destes já tudo nos parece de esquerda!

    ResponderEliminar
  2. De que é que o Sr Silva está à espera para dissolver a Assembleia?
    Que nos afundemos ainda mais?
    Por muito menos Sampaio o fez, agora o mal é geral (menos para os tais 20%).

    ResponderEliminar
  3. O Silva de Boliqueime já se esqueceu, como tú dizes e muito bem, dos anos (e foram cerca de 11) que governou (sempre contra quem trabalha) este país. Quem fez renascer o capitalismo selvagem e desumano nos meados dos anos oitenta, até 1995? quem pos a GNR vs PSP a malhar no pessoal na Ponte 25 de Abril? Quem privatizou a torto e direito sectores base da nossa economia? etc., etc., etc.,

    Não, este sr. nunca me convenceu.

    Abraço

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo