segunda-feira, agosto 25, 2008

Os pópós da CML

O Carro do Presidente

Mais uma bela imagem oferecida pelo amigo J.Lima que aqui lhe agradeço

A Câmara de Lisboa vai abater 168 viaturas da sua frota de ligeiros. O corte vai traduzir-se numa poupança mensal de 71 mil euros e vai obrigar os funcionários da autarquia a deslocarem-se de transportes públicos.
A medida, anunciada esta sexta-feira, impõe uma reducão de 4l,89% do total da frota de automóveis ligeiros do município, que actualmente dispõe de 401 viaturas, das quais 287 se encontram em regime de aluguer operacional.

Parece-me bem, mas para dar o exemplo talvez oPresidente também devesse fazer abater o seu carro com motorista da frota da câmara. Talvez se os políticos portugueses começassem a andar de transportes públicos entendessem o que sentem as pessoas deste país. Talvez compreendessem que o problema do "draw" no seu "Drive" com o "loft" da sua Madeira nº 3 quando tenta acertar no "green" quando vai ao campo de golfe não é aquilo que preocupa mais o comum dos mortais.

Contribuição para o Echelon: Kwajalein, LHI

6 comentários:

  1. Zé Leitão25/8/08 00:47

    Acharia um absurdo que um Presidente de Câmara de Lisboa andasse todos os dias de transportes públicos. Admito perfeitamente que devesse andar 1 ou 2 vezes por mês, mas todos os dias nem pensar. É que assim, do tanto que há para fazer, não faria nem um décimo, devido ao tempo que perderia no trânsito...

    ResponderEliminar
  2. Zé Leitão25/8/08 00:47

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  3. Zé Leitão25/8/08 00:48

    Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. sarcástico25/8/08 13:08

    Para quem lembra aqueles dias (designados por "verdes" ou sem automóveis) que se traduziram em significativas ausências ao trabalho por se terem os transportes públicos se revelaram insuficientes...
    Se todos - e aqui não me refiro unicamente aos privilegiados com motorista e viatura muito confortável- utilizássemos a rede pública de transportes , o sistema revelaria falência.

    ResponderEliminar
  5. Caro Kaos, os carros que foram abatidos, eram os velhos que tinham de ser substituidos.
    Costa aproveitou para uma manobra de propaganda, mas apenas deitou o lixo fora. Quando comprarem os substitutos não vem nos jornais. Se eu souber qualquer coisa sobre isso, digo, para fazer um 'boneco'.

    ResponderEliminar
  6. Carros velhos ou muitos usados é indiferente o que quanto a mim vale é a intenção e se aqueles que se fazem deslocar nesses carros passarem a andar de transporte público ou no seu carro particular não vem nenhum mal à humanidade por isso. O Costa está a tentar arrumar uma casa que se encontram em pantanas
    e só por isso merece a minha simpatia. Começou por disponibilizar gente que inundava gabinetes e nada fazia de útil e resolveu a situação de instabilidade de alguns dos seus colaboradores. E eu conheço alguém que lhe está muita grata por isso e não tem cartão nem filiação partidária.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo