terça-feira, novembro 18, 2008

Cada tiro cada melro, cada cavadela sua minhoca

Comunicação social

«Manuela Ferreira Leite, presidente do PSD, admitiu ontem à noite, em Fátima, ter alguma dificuldade em passar a sua mensagem através dos meios de comunicação social. Responsabilizou a comunicação social de não passar as ideias do partido e afirmou que "não pode ser a comunicação social a seleccionar aquilo que transmite".»

Já estou a ver as redacções dos jornais e televisões transformadas num formigueiro de atarefadas formiguinhas laranjas a cortas aqui, acrescentar ali, escrever textos e montar filmes, numa azáfama constante. Fica mal à Manelinha do Cavaco começar agora também ela a justificar os seus maus resultados nas sondagens com a comunicação social, sobretudo após uma semana em que seu entrevistas em todos os canais, jornais e revistas deste país (não sei se também chegou a dar alguma ao “Borda d’água”, mas desconfio que sim). Ninguém tem culpa se de todas aquelas palavras que jorraram da sua boca, as únicas com algum interesse noticioso sejam exactamente as que diziam respeito aos disparates que disse. Coisa que lhe agradeço, não por querer continuar com Sócretinos no governo, mas exactamente porque não imagino como seria se após essa gente tivéssemos de sofrer gente como ela. Vade retro, Satanás.

7 comentários:

  1. Cada vez mais cada vez ... sempre inspirado!
    Já volto :)
    Bjos a todos,
    M.

    ResponderEliminar
  2. E que tal ela começar a dar entrevistas apenas à comunicação social da Madeira?!

    Ali, já tem quem lhe seleccione o que quer transmitir...

    ResponderEliminar
  3. homo duriensis18/11/08 10:41

    País cada vez mais surreal.
    Não vem a propósito do texto do Kaos, mas não resisti em transcrever a notícia publicada hoje no JN:

    "Magalhães" retirados após saída de Sócrates

    Texto de TIAGO RODRIGUES ALVES E HERMANA CRUZ
    ..."No passado dia 12 de Novembro, o primeiro-ministro deslocou-se a Ponte de Lima para inaugurar duas escolas e entregar Magalhães aos 185 alunos da Escola do Freixo e 74 aos alunos de Refóios. A distribuição foi feita pelo próprio José Sócrates e os miúdos não esconderam a sua alegria. O que só ontem se veio a saber foi que, depois da comunicação social ter registado o momento e os governantes se terem ido embora, os alunos tiveram que devolver os computadores que tinham recebido.
    O presidente da Câmara de Ponte de Lima confirmou ao JN que a entrega foi uma "experiência" para os jovens "se familiarizarem com os computadores" e que os alunos estavam devidamente avisados que não iriam ficar com eles para já. Segundo Daniel Campelo, os 259 computadores estão nas instalações das escolas à espera das necessárias formalidades e do pagamento para serem entregues. O autarca confessa que no dia não se apercebeu de nada de anormal e que "não acha mal nenhum" na iniciativa."
    ...

    ResponderEliminar
  4. pois,ele há coisas...eu não vejo tv,tive uma e decidi transformá-la em micro-ondas...sempre serve para alguma coisa!
    coitadinha da manela,os jornalistas maus não a deixam exprimir as suas(e do partido)teses...
    mas... que teses? ó manela é melhor perguntar ao shrek,esse sim sabe como expor(impor?) as suas ideias.
    duarte com uma laranja no micro-ondas.

    ResponderEliminar
  5. ah... afinal,sempre falou com o shrek!
    madeirisem(sem ofensa para muitos madeirenses) a assembleia,suspendam a democracia a bem dos milhões perdidos!!!
    duarte o anti-fascistas

    ResponderEliminar
  6. A cara da senhora assusta-me. Gostava de dar os parabéns à sua mulher! Conjuge, quero dizer!

    ResponderEliminar
  7. Começo por dizer que quero que a manelita vá pastar caracóis, para não ter de escrever umas asneiras em português técnico de casa de banho.
    Agora que a comunicação social está toda na mão do engenheiro lá isso é verdade, e o resto é treta.

    ResponderEliminar