sexta-feira, janeiro 23, 2009

Estou tramado com estes

O desesperado

A agência de notação financeira Standard & Poor' s decidiu hoje baixar a classificação que atribui ao risco de crédito do Estado português, passando o rating de “AA-“ para “A+” (Os ratings da Standard & Poor’s vão de “AAA” a “D”). Esta decisão que pode ter como resultado um agravamento dos juros a que o Estado obtém financiamento nos mercados internacionais.

«Agências de notação de crédito privadas como a Standard & Poor's (uma das três maiores do mundo), atribuem um “rating” aos estados que têm como objectivo informar todo o mercado sobre qual o risco que existe em emprestar dinheiro a um determinado Estado. Assim, as agências analisam a situação das finanças públicas de cada país e quais as expectativas de evolução da despesa e da receita. Tudo para saber até que ponto um Estado será capaz de pagar no futuro as dívidas que vai acumulando, na maior parte dos casos através da emissão de obrigações.»

Que isto vai mal, já todos sabíamos mesmo antes de vir esta gente que não conheço de lado nenhum fazer-nos uma “avaliação”. Mas afinal quem é esta gente que, apesar de serem privados têm o poder de beneficiar ou enterrar ainda mais um país e todos aqueles que têm empréstimos? Como podem os estados estar nas mãos de privados que, como sabemos só existem para terem lucros? Não nos devemos esquecer que esta gente nada disse nem avisou ninguém sobre os bancos e as financeiras que acabaram por falir e foram responsáveis pela crise em que agora vivemos. Enquanto deixarmos que sejam os tubarões do capitalismo, através das suas agências e instituições a definir o nosso futuro, nunca mais saímos do buraco para onde nos atiraram.

3 comentários:

  1. Não venho para aqui defender o nosso pobre governo, nem essa seria alguma vez a minha intenção, pelo menos na maioria das situações. Mas estas coisas deixam-me furioso!!
    Mas quem são estes caramelos para dizerem se vamos pagar ou não? E por que raio alguém lhes deve ligar puto? Percebem muito de economia?? Pois, foram os primeiros a alertar para a valente defecação que eles próprios fizeram com as previsões passadas!

    Tenham vergonha na cara!! E, já agora, vão trabalhar!!

    ResponderEliminar
  2. Percebem comó caraças...O salvador,reserva 'moral',protegido por deus,génio da economia António Borges trabalhava(?) para a Goldman & Sachs a dar classificações aos bancos e afins da bolsa falências ajudados pelo Estado com os famosos baill-out ,com a classificação mais alta AAA e,viu-se no que deu...Uma barraca que deita por terra o mítico saber destes sabichões de trazer por casa.Infalibilidades,rigores e responsabilidades e os gajos a encherem-se cada vez mais à pála dos estúpidos eleitores pq essa gente está-se c***ndo,no entanto,atentos ,venerandos e obrigados perante os psicopatas do dinheiro embolsando algum pelos seus serviços em prole da exploração.Aprendam,suas bestas pq a procissão ainda não saiu do adro pq para o ano é pior.E nós,o que fazer?Só temos q correr com essa gentee tomar o destino nas nossas mãos.

    ResponderEliminar
  3. Acompanhem o http://resistir.info
    Para quem se diz interessado por estas 'coisas'e gosta de 'amandar' bocas,leiam(se conseguirem juntar as letras e reflitam) e não se atenham aos publicos,sóis e expessos pq são a master's voice.E depois ainda se dizem de referência,ah!pois,mas o referencial são os conselhos de administrações ao cheiro do lucro não importando com a vida das pessoas.Vejam a agressão de israel à Palestina e a bolsa de gás ao largo de Gaza.Vá,vão lá ler e,se não acreditarem leiamos links .'Ópois', não se lamentem pq se eles ganharam é pq os puseram e,eu não fui um deles de certeza absoluta!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo