domingo, fevereiro 15, 2009

Exposição: Os Pinóquios no Palácio de Belém

Ponóquios

Dias Loureiro mentiu à Comissão de Inquérito.
In "Expresso"

Bem feita para o Sr. Silva. Quem o manda convidar para Conselheiro de Estado e acreditar na palavra de honra de um Pinóquio.


11 comentários:

  1. Em bonecos, só um grande artista português poderá colocar na tela o conceito de falta de memória e os esquemas de Parkinson ou de Alzheimer.
    JSerra

    ResponderEliminar
  2. essas montagens são qualquer coisa de extraordinário!

    ResponderEliminar
  3. Quem o visse chorar baba e ranho na RTP...

    ResponderEliminar
  4. A política portuguesa anda cheia de pinóquios, a começar pelo Sócrates. Não vêem como ficam deformados e cómicos face à opinião pública?

    Um abraço anarquista

    ResponderEliminar
  5. Farto Deles16/2/09 11:51

    Só um Povo de analfabetos políticos pode suportar tal bando de aldrabões.

    -Não há nada pior que o analfabeto politico!

    ResponderEliminar
  6. Boa tarde!
    É só para informar que sigo com interesse este blog, há que continuar a "malhar" neles. Também quero deixar o endereço para poderem aceder a uma canção que postei no youtube e que tem muitas imagens vossas. espero que não se aborreçam com o facto pois estamos todos do mesmo "lado" relativamente à investida do "touro". Queiram passar a todos os conhecidos, amigos e inimigos.

    Obrigado e um abraço.

    Jorge

    http://www.youtube.com/watch?v=QGgRsgn1URQ
    o deixar

    ResponderEliminar
  7. Se a Josefa Socratina sabe disto, senta-se na cara do Dias Loureiro a gritar desvairadamente:
    - Fala, fala qualquer coisa...

    ResponderEliminar
  8. Grandes pinóquios de Portugal, maravilhosas criaturas do nosso imaginário, também temos anõezinhos, gays, fufas e claro o Santos Silva que é de uma espécie à parte...a espécie da malha.
    Será malha do verbo malhar ou malha da meia?
    Já agora poponho para a Grande Ordem do Pinóquio do Oriente Lusitano o ministro da economia, pelas suas extraordinárias estórias de encantar sobre as empresas e a economia portuguesa.

    Carlos Câncio

    ResponderEliminar
  9. "A biografia de José Sócrates, da autoria da jornalista Eduarda Maio, foi apresentada esta segunda-feira para uma plateia que surpreendeu pela ausência de todos os ministros do actual Governo, refere a Lusa.

    O ex-ministro e ex-secretário-geral do PSD, Dias Loureiro, discursou durante a sessão de apresentação e revelou que a afectividade do actual primeiro-ministro foi a característica que mais o «emocionou» na leitura do livro «Sócrates - o menino de ouro do PS».

    «O lado dos afectos foi dos que mais me emocionou, o seu amor pela sua terra. Estão em Vilar de Maçado os valores que o amarram à vida. Há duas coisas que não podemos escolher: os nossos pais e a terra onde nascemos. Temos a obrigação de respeitar essa herança, amá-la e transmiti-la», afirmou.

    Entre elogios de «enorme generosidade», «sensatez», «prudência», «coragem» e «capacidade de liderança», Dias Loureiro classificou Sócrates como um «homem trabalhador» e um «homem de detalhes»: «Só quem está atento aos detalhes pode fazer grandes coisas. Essa é uma característica dos grandes homens».

    António Vitorino foi o segundo a discursar e salientou que «Sócrates é o primeiro líder do PS totalmente formado em democracia». «José Sócrates é um político moderno porque é profissional no desempenho da sua actividade. Sócrates focaliza-se nos resultados. Sócrates percebe que nenhuma estratégia fixista pode ter sucesso num mundo em rápida mudança. Mas Sócrates tem um princípio bem fixo: o interesse geral deve prevalecer sobre o interesse particular», declarou.

    Título não é elogio ao primeiro-ministro

    A sub-directora de informação da Antena 1 Eduarda Maio discursou posteriormente e fez questão de esclarecer a origem do título «Sócrates - o menino de ouro do PS»: «Parece que estamos perante um título que é um elogio ao primeiro-ministro mas esse título é estritamente jornalístico. O título é do Correio da Manhã, nem sequer é meu. Foi retirado de uma notícia sobre bastidores [do PS]. Algumas pessoas que o queriam ver líder do PS falavam dele como menino de ouro».

    Na sessão de apresentação da primeira biografia do primeiro-ministro estiveram alguns secretários de Estado, como Fernando Serrasqueiro e José Miguel Medeiros, alguns deputados socialistas, como Maria de Belém, Marques Júnior, Miranda Calha, José Junqueiro e Renato Sampaio, e alguns dirigentes do PS, como José Mota e Rui Oliveira e Costa."

    in Portugal Diários

    Está tudo dito.

    José Carlos Morira

    ResponderEliminar
  10. Loureiro a Dias19/2/09 19:40

    -Só vim aqui dizer que não minto. -Só tenho muita falta de memória.Eu sou uma pessoa muito temente vou todos os domingos a missa, sou também carregão de andores, é por tal motivo que não me demito de conselheiro de Estado. Vocês tem que compreender que um conselheiro deste Estado tem que ter sempre presente que este Estado é suportado por muitos andores e alguém tem que fazer o sacrifício de os carregar.
    -Não me demito porque o Cavaco e os outros não deixam é que eu ainda tenho bom físico e eles coitados não podem com um gato pelo rabo.

    ResponderEliminar
  11. E pelos vistos têm primos pinóquios noutras paragens:

    http://www.diariolaprimeraperu.com/online/trujillo/

    ResponderEliminar