domingo, maio 31, 2009

A privatização do PREC

PREC Privatizado

Um dia depois de ouvir Sócrates acusá-lo de querer privatizar sectores como saúde e educação, Paulo Rangel respondeu às críticas do líder do PS, acusando-o de falar “como se estivesse no PREC”.
“Ele fala como se estivesse no PREC. Parece que quer que só haja iniciativa pública”, afirmou o candidato europeu do PSD no almoço do American Club, em Lisboa.

O puto do Rangel resolveu falar sobre aquilo que pelos vistos não sabe nada. Para falar do PREC ainda vai ter de comer muita “Papa Maizena”. (Seria talvez engraçado alguém fazer o exercício de imaginar qual seria o estado deste país se aquilo que chamaram de “Processo Revolucionário em Curso” não tivesse sido sabotado e quais os direitos que essa sabotagem nos retirou). Mas, é de privatizações que se fala e é engraçado vir o Rangel tentar empurrar o Engenheiro para a Esquerda (tentativa desesperada para tentar mostrar que há diferenças entre os dois partidos?). Desde o fim do PREC que PS e PSD não fizeram outra coisa que privatizar tudo quanto era público, desde a banca, aos combustíveis, á electricidade, às águas, ás estradas e já pouco falta para privatizarem o próprio estado (se é que ainda não está, porque acaba a servir mais os interesses privados que os públicos).
Está nas nossas mãos travarmos esta gente e as suas pérfidas tarefas de destruir o publica e o social. Temos de correr com eles e exigir uma verdadeira democracia em que a vontade dos cidadãos seja respeitada. Quem está no governo deve estar para servir quem o elege e não o grande capital internacional.

3 comentários:

  1. Zé Leitão31/5/09 00:50

    Pois, e sobre Europa zero.Mais uma eleição em que numa campanha eleitoral, não são apresentas em público quaisquer ideias ou propostas para melhorar a situação do nosso país e, no caso, a Europa.
    É o folclore habitual do "ora agora cantas tu, ora agora canto eu"

    ResponderEliminar
  2. CORRER COM ELES E JÁ!!!!
    ESTES FULANOS SÃO UMA PRAGA e como todas as pragas difíceis de combater, mas não impossivel é só não votar neles.ESTÁ NAS NOSSAS MÃOS.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo