terça-feira, julho 28, 2009

Os desmentidos dos outros desmentidos

Tenho dois amores

Francisco Louçã desmentiu o desmentido de José Sócrates. O primeiro-ministro garante que o PS nunca convidou a bloquista Joana Amaral Dias a integrar as suas listas. O líder do Bloco de Esquerda garante que ele "está a faltar à verdade".

Depois disto já Sócrates desmentiu o desmentido do Louça que o desmentiu logo a seguir para ser desmentido de novo. Isto, na altura em que estou a escrever, porque dai até acabar ainda se vão desmentir mais uma dúzia de vezes. O que ainda não ouvi foi a própria Joana Amaral Dias e dizer o que realmente aconteceu ou não aconteceu. Isto fazer uma novela daquelas que parece não ter fim... nem história.

16 comentários:

  1. Show puro e duro. Cada vez se parecem mais as duas faces da mesma moeda. Venha o diabo e escolha.

    ResponderEliminar
  2. Nem se sabe quem anda a mentir... Cá para mim mentem todos

    ResponderEliminar
  3. Mais atenção à escrita!
    Volte a ler o que escreveu,e veja se entende.
    Ainda vai a tempo.Aprenda.

    ResponderEliminar
  4. Enfim, novela de esquerdistas, de má qualidade (os esquerdistas e a novela) em época estival. Já não se fazem novelas como antigamente...

    ResponderEliminar
  5. não me choca convidar um militante de outro partido. choca-me quando atrás do convite vem oferecimentos de lugares no aparelho do Estado, para comprar o apoio. mas nada, enfim, que seja novidade nos partidos que se revezam no poder. os partidos do Bloco Central vivem do tráfico de influências. é ver os lugares públicos e privados de responsabilidades pejados de gente incompetente que só estão nos mesmos por terem o cartão do partido ou porque no exercício do poder ofereceram vantagens, depois devidamente recompensadas. a diferença está em alguém tornar público esse convite e recusar essa traficância política. A Joana já se pronunciou desde o inicio, em declarações ao público ver aqui as declarações de Joana "a bloquista confirmou ontem ao PÚBLICO o convite que era, inclusive, para um lugar de destaque: segunda da lista por Coimbra. Recusou "por motivos óbvios", como respondeu ao PÚBLICO. “Embora o BE me tenha afastado da Mesa Nacional e pelos vistos dispensado das listas de candidatos a deputados, sou militante de base e defensora das ideias e projectos deste partido”, acrescentou". O que é preciso mais? De resto, de Sócrates estamos habituados a mentiras.

    ResponderEliminar
  6. Fernando estás coberto de razão...

    ResponderEliminar
  7. Caro Fernando:
    Realmente a Joana disse que foi convidada o que só por si nada tem de mal, falta é vir explicar se lhe foi prometido um cargo no estado. Isso sim seria grave, mas ela está no estrangeiro e não esclarece a situação fazendo com que esta novela continue.

    ResponderEliminar
  8. Zé Leitão28/7/09 13:30

    A notícia do Público é muito pouco esclarecedora. Falta mesmo é a Joaninha pôr tudo em pratos limpos.
    De qualquer maneira eu acredito que o PS andou a mover-se na sombra, comportando-se de modo desprezível, à boa maneira da política à portuguesa. Mas o tiro saiu-lhe pela culatra

    ResponderEliminar
  9. É o sistema a funcionar e a burguesia partidária a mostrar o regafofe a que chegamos. Enfim, vivemos em Portugal, o que queriam, gente séria e honesta na política partidária?

    ResponderEliminar
  10. Exercício de memória.

    Agora compreendo Pina Moura e Judas...

    ResponderEliminar
  11. "uma novela daquelas que parece não ter fim... nem história."

    Pois não! Mas cumpriu a sua missão. Chamou para a comunicação social quem morre se não aparecer nas notícias, sejam lá elas quais forem.

    ResponderEliminar
  12. Concordo com o Fernando. Veremos se a Joana esclarece se houve ou não oferta de cargos públicos.

    ResponderEliminar
  13. Então se a Joana já falou. E não disse o que o Louçã diz, é a Joana que tem de explicar? O Loucinhas é que tem.

    "De resto, de Sócrates estamos habituados a mentiras"

    Pois é! O que não significa que desta vez não esteja a falar verdade e o Louçã a mentir.

    ResponderEliminar
  14. zé cabra29/7/09 10:41

    -Alguém se quis pôr em bicos de pezinhos.
    -Olhem para ela toda vaidosa! ... deixa estar menina, que é já a seguir.

    ResponderEliminar
  15. Exacto. A menina quis chamar a atenção sobre ela.

    E o Louçã foi logo atrás, a dizer o que a Joana não disse, até para tentar controlar estragos do Vale de Almeida (espero que seja assim que se chame).

    Meteu a pata na poça.

    O Público e o DN logo compreenderam. E, aflitos, saíram de imediato em socorro do Louçã, sacrificando a Joana pretendendo que assuma as responsabilidades não apenas pelas suas mas também pelas de Louçã palavras.

    A questão óbvia é: Qual o interesse do Público e do DN em salvarem o Louçã?

    ResponderEliminar
  16. zé cabra29/7/09 20:00

    - D.e N.ada serve pois é Publico o interesse em esconder o gato com rabo de fora -Foge que vem ai o vale tudo ate comer gatos de rabo de fora.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo