terça-feira, agosto 25, 2009

O insulto degrada a Democracia. Também a prepotência

Arma dos fracos

José Sócrates, que participou ontem na sua primeira "Festa da Liberdade, na Madeira afirmou que "Não venho aqui para dar lições de boa educação, nem para ensinar boas maneiras ou o que é de bom gosto. O insulto degrada a democracia e a liberdade e é uma arma dos fracos. Os que insultam insultam-se a si próprios".

Tenho de lhe dar razão, realmente o insulto não é uma das coisas que melhor dignifique a democracia, mas também não o são a arrogância, a prepotência, a mentira, o engano e o desprezo pelas opiniões dos outros. Não pode falar-se em degradação da democracia quem governou como ele governou durante estes quatro anos, ignorando e atropelando os cidadãos, sindicatos e oposições. Não é com Marias de Lurdes Rodrigues e Augustos Santos Silvas que se pode falar de democracia. Não é pressionando jornais e televisões, fazendo ameaças ou impondo ideias e politicas que se credibiliza a democracia. Não é com mentiras e histórias mal contadas que se promove a liberdade.


4 comentários:

  1. Nnao te esqueças que o Alberto João também merece uma farda dessas.

    ResponderEliminar
  2. Não acho.É muito gordo.

    ResponderEliminar
  3. Já aqui venho há algum tempo .....parabéns!

    ResponderEliminar
  4. e também não é calando os que o criticam: como os gatos fedorentos já o estavam a incomodar, deram-lhes um contrato com a PT (Meo) e acabaram de os tirar da circulação...digo eu...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo