sábado, dezembro 12, 2009

Um Prémio sem honra nem paz

Prémio Nobel

Barack Obama recebeu ontem na Noruega o Prémio Nobel da paz. No discurso que fez não escondeu o desconforto de quem está a receber um prémio que sabe não merecer e a sua desesperada tentativa de justificar as guerra do Afeganistão e todas as outras que venha a declarar não passaram de um exercício de hipocrisia politica. Quando alguém se arroga no direito de julgar os outros e de fazer a guerra por uma decisão sua não é certamente um homem de paz. Nenhuma guerra é boa e nunca uma guerra é justa. O direito de os homens lutarem pela sua liberdade é legítimo, o de fazermos a guerra para a impormos aos outros já não.

3 comentários:

  1. Zé Leitão12/12/09 22:31

    O Obama anda um bocado entalado, é uma verdade.
    O seu crédito diminuiu bastante, ainda que (na minha opinião), continue a ter bastante espaço para se redimir a curto prazo.
    A ver vamos.

    ResponderEliminar
  2. farinhas do mesmo saco...

    ResponderEliminar
  3. Zé leitão:
    Pois é, primeiro faz a merda que lhe dá jeito e depois vai ao confessionário para lhe perdoarem os pecados. Não acredito nesta gente

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo