sábado, janeiro 02, 2010

A conversa da treta do discurso de ano novo

o Senhor

Este falou hoje a defender que era hora de todos se unirem na resolução dos problemas. Não os portugueses como cidadãos para resolverem os problemas de todos, mas os politiqueiros deste país para garantir a continuação do sistema e das mordomias de alguns. Avisou para a possibilidade de uma este país explodir e tenho a certeza que o seu maior medo é que seja a vez dele e os seus amigos, porque para muito português que estão no desemprego e na miséria há muito que a sua vida já explodiu. Fazer avisos e profetizar desgraças é coisa que muitos fazem, apresentar soluções já é mais difícil.

3 comentários:

  1. Só não disse o mais importante, ele e toda esta camarilha de políticos incompetentes, também ajudaram e de que maneira à "festa", a esta "festa" de compadrio, onde os capitalistas do burgo fazem o que querem, com a complacência dele (Cavaco). Não nos esqueçamos que o dito, esteve no poleiro 10 anos, e, meu amigo, foram 10 anos de retrocesso.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. LUSITANO2/1/10 13:35

    Caro
    Kaos,
    O que o PR disse - mais uma vez - é aquilo que todos sabemos ou pelo menos pressentimos, ESTAMOS LIXADOS!!!
    Ainda na véspera do Ano Novo, eu aqui tinha escrito, que o país estava falido e sem perspectivas, ora, parece que Cavaco Silva só agora é que eu por isso, mas afinal que economista é ele - isto, para além de exercer (???) o cargo de Presidente desta República (Bananeira) de Portugal - aonde é que anda, será que acordou agora dum longo sono, esteve de férias???
    Eu, um simples cidadão com pouco mais que a antiga 4ª classe, consigo prever este desfecho há anos (basta ler os blogues por onde venho escrevendo, para já não falar nas minhas intervenções nas ondas da rádio abertas abertas ao público, "apenas" umas 70/80 intervenções ao longo de 20 anos), e ele só agora deu por isso???
    Das duas uma, ou eu sou muito bom, ou ele é muito mau, claro, que não é preciso ser-se especialista em coisa nenhuma, basta perceber, que, com o tecido económico todo arrasado, com a entrada maciça de empresas comerciais estrangeiras e pequenos(?) comércios orientais, porta aberta para a importação de tudo e mais alguma coisa, que a nossa frágil agricultura, as nossas pescas, as nossas industrias, os nossos artesanatos iriam desta para melhor, e agora, aonde está a solução???
    Como é que vamos resolver este berbicacho, como vamos à pressa resolver estes 35 anos de disparates de toda a ordem???
    Nos partidos, ou melhor, nesta partidocracia ao serviço da oligarquia instalada não é solução, então que saída???
    Como é que os mais previligiados do regime, Belmiros, Amorins, Jerónimos Martins e Cª. Ilimitada, vão agora compensar o país das vantagens que tem tido ao longo destes anos e que os levaram a serem dos homens mais ricos cá do quintal???
    Dão de "frosques", ou tem alguma solução para esta desgraça???
    Claro, que no português mais vernáculo "ESTÃO-SE A CAGAR PARA OS PORTUGUESES", se isto não der mais nada, fecham as portas e vão explorar outros, que ainda há muitos políticos oportunistas por esse Mundo fora, que não se importam de mandar abaixo os seus países à espera que lhes que encham o cu até rebentarem, pois, esta é a cartilha do "politicamente correcto", imposto pelos "pais" destas democracias de merda, que nos tentam impingir por "coisa boa", utilizando aquela célebre frase do copofónico do Churchill, "Que a democracia é o menos mau dos regimes políticos".
    Ah! Pois é, principalmente para os oportunistas e gatunos de toda a espécie, não há melhor!!!
    Veja-se aonde é que as máfias de todas as cores e feitios se desenvolvem e crescem que nem erva daninha, não são nas democracias das "amplas liberdades"???
    E depois eu é que sou o "fascista", não é???
    Posso ser o que quiserem mas nunca ninguém me pode apontar, quer no regime antigo - aonde militei contra o sistema (de forma ingénua e irresponsável, assumo) - quer neste, que me tenha "abotoado" com um único cêntimo sequer, isto, apesar de ter tido a oportunidade para isso, mas, tenho uma coisa que esta cambada não tem, ÉTICA!!!
    Por isso sou pobre, mas honrado, coisa parva neste regime, já se vê.
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  3. LUSITANO2/1/10 13:38

    Errata

    Na segunda frase, por lapso, faltou um "d", assim, deve ler-se: ..."ora, parece que Cavaco Silva só agora é que deu por isso"... e não o que lá está.
    Obrigado e as minhas desculpas pelo erro.

    LUSITANO

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo