segunda-feira, janeiro 04, 2010

O Fado do ceguinho do Banco de Portugal

Offshores

No ano passado, ano de todas as crises, ano em que milhares de empresas fecharam, centenas de milhares perderam os seus empregos, ano em que o estado abriu os cordões à bolsa e "ofereceu" milhares de milhões para salvar bancos falidos pela incúria e suspeita honestidade dos seus gestores, de Portugal saíram para offshores mais 2,3 mil milhões que no ano anterior chegando aos 16 mil milhões. Quantas empresas podiam ter sido salvas, quantos portugueses não teriam caído na desgraça do desemprego se este dinheiro tivesse sido investido no país. Até quando vamos permitir que alguns, poucos, continuem a explorar e a enriquecer à custa do país e ninguém os obriga a participar na sua recuperação? Quando vamos obrigar esta gente a reinvestir no país os gordos lucros que obtêm? Quando pensam travar a sangria que esta gente faz ao país? Até quando vão ser os que menos têm a terem de pagar a crise que os mais ricos criaram?

3 comentários:

  1. Bom dia, amigo Kaos. É uma das maiores vergonhas para quem advoga a honestidade do empresário português. Uma revolução de mentalidades é necessária.

    ResponderEliminar
  2. LUSITANO4/1/10 12:02

    Caro
    Kaos,
    Será, que quem mete o dinheiro daqui para fora, serão só os empresários, como disse o comentador "Cirrus"???
    Então não haverá mais gente, entre eles os políticos, que metam também o seu lá fora, ou estão à espera que isto estoire e depois ficam a chuchar no dedo???
    Claro, que quanto mais em crise o país estiver, mais aqueles que tem dinheiro a sério o tentam colocar a bom recato, ou acha que são parvos???
    O problema meu Caro amigo, é que Portugal virou um bordel, ou pior ainda, não há qualquer ponta de honra ou nobreza nesta gente que tem desbaratado a Nação, claro que se sabe quem manda o dinheiro lá para fora, ou como é que sabe o valor que vai para off-shores, adivinharam???
    E também sabem que não são aqueles que ganham salários miseráveis, que nem tem o suficiente para dar de comer aos filhos, que enviam o dinheiro para fora, então porque não se age, porque não se interrompe esse circuito vicioso, tem medo ou...
    Pois é, o barco está-se a afundar e agora há que pôr as barbas de molho, esse valor, a ser verdadeiro, corresponde quase ao
    endividamento anual que temos vindo a fazer desde há uns anos, porque será que não se trava essa corrente, donde vem esse dinheiro???
    E os outros é que eram fascistas e desonestos???
    Tá bem, compreendido!
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  3. Anónimo5/1/10 20:44

    Estes governantes é que são os criados de serviço dos gajos que roubam o dinheiro,ou seja,os empresários.Por isso é que recebem milhares de milhões do contribuinte pelas falcatruas que fazem no secor financeiro.Eu não quero que eles invvistam em Portugal,o q quero é que essa gente desapareça e,o dinheirinho para cá!Salazar era um mordomo dos avós destes 'arriscadores'.É uma classe que dura,dura e,afinal de contas o q conseguem fazer é,pobreça!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo