domingo, fevereiro 07, 2010

jornalismo de buraco de fechadura

Fechadura

José Sócrates criticou o que classificou de "jornalismo de buraco de fechadura, baseado em escutas telefónicas e em conversas telefónicas que, não tendo relevância criminal, devem ser privadas".

Tem toda a razão, escutas que não tenham relevância para o crime que estava a ser investigado, são conversas privadas e privadas deviam ficar. Isto, no entanto, não iliba o facto de nelas se terem “confessado” intenções e planos para controlar e manipular a informação em benefício próprio. Uma vez explicaram-me que quando falamos de “Justiça”, estamos a falar de Direito. Justiça é algo muito diferente e, é cada vez mais de Justiça e não de direito, que precisamos. Afinal, são aqueles que fazem as leis do Direito, que chamam justiça, aqueles para quem a justiça era mais necessária.

5 comentários:

  1. Anónimo7/2/10 16:06

    É, o homem percebe de "buracos". De jornalismo ...

    ResponderEliminar
  2. Conversas privadas sobre um eventual ataque à comunicação social, deve ser isso que ele queria dizer...

    ResponderEliminar
  3. puseste a "senhora" muito elegante, Kaos! :)****

    ResponderEliminar
  4. TB:
    Sabes que eu gosto sempre que todos se apresentem o mais bonitos possivel :)
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Não evito soltar uma gargalhada sempre que vejo este "boneco"!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo