terça-feira, abril 20, 2010

As tribos da esquerda

Indios

Quando oiço o combativo Jerónimo imagino-o, muitas vezes como o seu homónimo americano e acabo sempre por me lembrar da velha frase anarquista pintada em paredes de Lisboa; “Os índios também eram vermelhos e lixaram-se”.

Compreendo a necessidade de ser coerente, concorde-se ou não com as ideias, mas o que não compreendo é que seja impossível encontrar um menor múltiplo comum em toda a esquerda, coisas em que todos estão de acordo no diagnóstico e na solução, e não consigam com isso fazer uma plataforma que possibilite uma alternativa possível. Não uma alternativa lá para as calendas, mas para já. Uma alternativa de voto, uma alternativa de esquerda, uma alternativa de politicas, uma verdadeira alternativa ao desastroso caminho que seguimos. Aí somos todos culpados, toda a esquerda é culpada dessa sua incapacidade de construir uma união. Somos todos culpados de não conseguirmos estender a mão ao nosso camarada sem lhe colocar um rótulo, um anátema, uma sigla. Por isso sofremos as consequências das políticas de direita liberal, por isso perdemos direitos e poder de compra todos os dias, por isso vemos o nosso país a ser governado e desmembrado e saqueado pelo poder do grande capital. Por isso, como os índios, lixamo-nos.


9 comentários:

  1. Aí está uma grande verdade!

    ResponderEliminar
  2. Caro
    Kaos,
    O problema é que a verdadeira Esqurda, aquela Esquerda que conheci antes de Abril de 74 já está toda morta e enterrada, até eu, que era um puto nessa altura, já vou chegando aos 60, e não vejo nas novas gerações gente que tenha experiência de vida para dirigir uma verdadeira Esquerda, hoje, o que vejo são "putos" que aspiram a um lugar no parlatório nacional ou noutro qualquer sítio que lhes garanta um "ordenadozito" e umas mordomias se possível, a "vocação" não é, pois, fidedigna, é antes uma tentativa de sobrevivência, não ideológica, mas material, o resto são cantigas.
    Por outro lado, os mais velhos, também e perante esta situação de "salve-se quem puder", ou desistiram ou meteram também as mãos na sopa, típico de sociedades em agonia, em que, antes do último suspiro todos andam num farândola sexual anárquica.
    Isto está como Sodoma e Gomorra, está nas últimas.
    Cumprimentos.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  3. O INDIO GERÓNIMO,É MAIS UM DOS MUITOS TACHISTAS DO NOSSO PAÍS...
    UM ABRAÇO!
    LILI

    ResponderEliminar
  4. Gostaria muito de não concordar com o texto do post e também com os comentários, mas as evidências e a realidade em que vivemos, lamentavelmente impedem-me !

    Quanto ao boneco, tomáramos nós que o nosso Jerónimo tivesse igual nobreza e valentia que a do grande chefe Apache Gerónimo.

    ResponderEliminar
  5. Você devia querer dizer "máximo divisor comum" e não "menor múltiplo comum", não? (desculpe, sou um ex prof de matemática...).

    Mas, de resto estou 100% de acordo. É tempo de acabar com as querelas picuinhas da esquerda e fazer qualquer coisa.

    ResponderEliminar
  6. Principalmente é necessário um update ao discurso esquerdista. Alguém de os lembrar que já não andamos na década de 70

    ResponderEliminar
  7. Completamente em desacordo.

    Em 1º lugar, por várias vezes o PCP esteve disponível para encontrar uma candidatura unitária de esquerda para as presidenciais, mas o PS nºao esteve para aí virado.

    Em 2º lugar, actualmente o PS não pode simplesmente ser considerado um partido de esquerda. 90% dos teus posts comprovam-no Kaos. Não se pode dizer qie o PS faz 100% do tempo uma política de direita e na hora de votar voltar a dizer que é um partido de esquerda. Não. Apoiar o PS é apoiar a direita.

    Em 3º lugar, o BE prestou-se a apoiar um candidato do PS, não se abrindo portanto a nenhum entendimento, na sequência de política de sectarismo que vem praticando (veja-se o "comício das esqeurdas"

    Em último lugar, seria muito bonito se as coisas fossem fáceis, mas não são. Apoiar o candidato do PCP, por poucas hipóteses que tenha de vir a ganhar, é o passo mais sólidom mais corente, mais optimista que poderemos dar nos dias de hoje.

    Sei que não gostam por aí além dos comunistas, mas engulam uma vez o sapo e votem PCP. Eu voto.

    ResponderEliminar
  8. E os votantes do P.súcialista é de Esquerda?O sr. não deve conhecer nenhuma dessas peças em que o fator determinante é o anti-comunismo e o apoio sem rebuço ao sistema capitalista,o tal,o da Barbárie.Alianças com eles só com os dos bandos alternantes do psd e do cds!A puta q pariu para os súcias!!!

    ResponderEliminar
  9. Eu por mim acho que a esquerda se tramou porque os "XUXALISTAS" meteram o socialismo na gaveta. Fizeram de tudo um pouco para que a coisa ficasse de feição para a corja de "bajuladores" que gravita á volta desse partido que tem tanto de SOCIALISMO como eu tenho de católico.
    Desculpa a frontalidade mas acho que o nosso povo não saí do vira-o-disco-e-toca-o-mesmo e tem medo de VERDADEIRAMENTE MUDAR DE POLITICAS e não vejo futuro para as gerações mais novas, basta dizer presente nas comemorações do 25 de Abril e ver quanta juventude por lá anda.
    Por outro lado o B.E. ao apoiar um anti-comunista convicto para presidente da républica (que junto com o seu amado amigo Mário "xuxa") destruiu todas as conquistas de Abril não vem facilitar um possivel entendimento entre as esquerdas.
    Será que vamos de ter de engolir "outro sapo" como fizemos com o Mário "xuxa".
    Um abraço
    Che

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo