quarta-feira, abril 14, 2010

Da idolatria ao esquecimento

Herói acabado

Ainda me lembro da campanha eleitoral para a presidência em que a Comunicação social nos impingiu o Sr. Silva como o salvador da Pátria. Depois de eleito, cada vez que fazia um discurso ou abria a boca, reuniam-se assembleias de comentadores, políticos e politólogos, economistas e banqueiros para dissecar a profundidade das suas sábias palavras. Agora o homem anda a falar por todo o lado e passa quase como simples nota de rodapé. Oh Silva, quem te viu e quem te vê.

7 comentários:

  1. O senhor Aníbal António é uma peça rara da politica portuguesa porque ora adverte para o perigo das grandes obras que nos levarão ao desaparecimento como país independente ora logo promulga as obras do TGv. Afinal em que ficamos? Por essas e por outras é que já ninguém lhe dá crédito aquilo que ele diz.
    Pergunta para o KAOS: Li noutros blogs que o senhor Aníbal parece que padece de Alzheimer ou Parckinson por favor gostava que me esclarecessem.

    ResponderEliminar
  2. Quem o viu e quem o vê, porque ouvir já ninguém tem pachorra

    ResponderEliminar
  3. O SENHOR CAVACO ESTA NUMA POSIÇÃO DIFICIL:TEM QUE AGRADAR A TODOS...
    UM ABRAÇO!
    LILI

    ResponderEliminar
  4. Que me lembre, teve pelo menos, duas intervenções notáveis e que recordo com prazer:
    1ª Pretender responder a uma pergunta a comer bolo rei;
    2ª À saída da UBI - Universidade da Beira Interior, sobre Santana Lopes.
    Ridículas, não foram ?

    ResponderEliminar
  5. Salvador da Pátria Kaos ?
    Quem foi o pai do mostro?
    Quem não fez o que devia ter sido feito, quando era PM e, o dinheiro jorrava da UE?
    Quem tem amigos tão simpáticos no CE?
    Aonde anda o Manel Dias Loureiro?
    E O BPN e a SLN?

    ResponderEliminar
  6. O Cavaco ficou com cara de idiota quando o presidente checo, Vraclav Havel, insultou Portugal. Durante quanto tempo vamos ter que aturar os ultimatos destes néscios? Pelo menos o de 1890 não tinha dentes postiços.

    Se nos querem pôr fora da UE, ponham-nos! Corram com Portugal para fora da UE, se têm coragem para tal... Portugal é um país indispensável à hegemonia estratégica do Ocidente no Atlântico Norte. Estou certo de que OUTROS nos ajudariam se a UE decidisse mandar-nos embora.

    ResponderEliminar
  7. Peço desculpa mas o homem chama-se Václav Klaus (e não Havel). Segundo consta, escreveu um livro pondo em causa o aquecimento global. Dizem as fontes que é eurocéptico e é "um economista reputado, com ligações aos conservadores britânicos"...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo