segunda-feira, abril 05, 2010

Sapatinhos para Gaza

genocidio palestina

Pela primeira vez em perto de três anos, os camiões carregados de roupa e sapatos foram autorizados por Israel a entrar na Faixa de Gaza.

Um povo que foi vítima do Nazismo durante a segunda Guerra Mundial deveria ser o primeiro a lutar contra qualquer tipo de genocídio. Mas, a sua ânsia expansionista não pára de massacrar o povo Palestiniano e de ocupar o seu território. À força das bombas e da morte, continua a construir colonatos em território ocupado. Continua a espalhar miséria, horror e desespero. A comunidade internacional nomeia altos-representantes para processos de paz que nada fazem para mudar a situação e fechando os olhos aos crimes e às ilegalidades praticadas por Israel. O total desrespeito, a miséria, o horror, a morte a que são condenados os Palestinianos, demonstra a total hipocrisia e desinteresse pelos direitos humanos. Devíamos ter todos vergonha daquilo que deixamos acontecer sem nada fazermos para evitar.

genocidio palestina

3 comentários:

  1. Kaos,
    Proponha lá a reabertura dos campos de concentração e a reabilitação dos nazis que davam caça aos criminosos judeus.

    ResponderEliminar
  2. Era o que mereciam... Esqueceram-se do que lhes foi feito... Começo a pensar se afinal o Hitler até não tinha razão..

    ResponderEliminar
  3. Então e território de Israel é aonde? Vai lá ver o que a grande União Soviética assinou sobre a partilha daquele território e deixa de escrever barbaridades. Parece que queres voltar ao tempo em que se apagavam pessoas das fotografias para reescrever a história...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo