quinta-feira, maio 06, 2010

"Abafador" de gravadores

roubar gravadores

Deputado do PS filmado a furtar gravador a jornalistas.

O deputado Ricardo Rodrigues já tinha dito que não estava a gostar das perguntas feitas durante a entrevista. De repente, levantou-se da cadeira e saiu apressado. Antes, pegou discretamente os gravadores dos jornalistas da SÁBADO e meteu-os nos bolsos das calças.
«Porque a pressão exercida sobre mim constituiu uma violência psicológica insuportável, porque não vislumbrei outra alternativa para preservar o meu bom nome, exerci acção directa e, irreflectidamente, tomei posse de dois equipamentos de gravação digital, os quais hoje são documentos apensos à providência cautelar», explicou Ricardo Rodrigues.
Em causa estariam perguntas relacionadas com «Débora Raposo, condenada em 2008 por burla e falsificação de documentos, num caso que defraudou em vários milhões de euros a Caixa Geral de Depósitos de Vila Franca do Campo, nos Açores. E em que ele próprio chegou a ser arguido, mas não acusado», diz a Sábado. Ricardo Rodrigues recusou ainda abordar, e levantou-se nessa altura, o tema da sua demissão, em 2003, do Governo Regional dos Açores, em que era secretário regional, na sequência de boatos, com repercussão pública, que o ligavam a um escândalo de pedofilia no arquipélago.

3 comentários:

  1. A alguns destroem-lhe as escutas. Este poupou trabalho... escondeu-as ele!
    É de génio!!!!

    ResponderEliminar
  2. Será que desta vez
    vão mandar destruir os gravadores?

    ResponderEliminar
  3. Anónimo7/5/10 09:37

    Isto é uma calúnia!! O pobre deputado foi filmado sem ter sido obtida uma autorização prévia de um Juiz para o filmar. Ao que isto chegou! Senhor Procurador Geral da República Tugo-bananeira, senhor Presidente do Supremo Tribunal de Justiça mandem destruir o video já! Processem os jornalistas e apliquem-lhes uma pena de prisão exemplar! Senhor Deputado, Excelência, seja duro processo o Estado Português por difamação...

    Estes xuxas só mortos...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo