quinta-feira, maio 06, 2010

Quanto vale a nossa independência? Um Euro?

la mancha

UE devia mandar mais em Portugal.

Países que passam o limite do défice devem perder poder de decisão, diz Belmiro de Azevedo. "Os meninos que se portam mal, na escola, são castigados". Belmiro de Azevedo justificou assim a ideia de que quem não cumpre as regras do euro, como Portugal, deve perder alguma autonomia em favor de uma maior intervenção pela União Europeia. Sabendo que a moeda única é o elemento de união mais importante do continente europeu, ele "deve ser defendido", ainda que isso implique "retirar capacidade de decisão aos países que quebram as regras".

Pelo pão e pela paz
E pela nossa terra
Pela independência
E pela liberdade
Alerta! alerta!
Às armas! às armas!
Alerta!
(José Mário Branco – Alerta)

8 comentários:

  1. Alguém é louco para emprestar dinheiro, a quem vive acima das suas possibilidades?
    A CEE é; e Portugal apoia!
    Nestes casos, não se pode falar de solidariedade!
    Não é raro ver alguém morrer, ao tentar salvar outro do afogamento! Ainda mais, se os próprios não querem perder as mordomias.

    ResponderEliminar
  2. Isto é basófia de capitalista e explorador, de um tipo que se está cagando para nós, de um tipo que tem a mania da superioridade, do quero-posso-e-mando. Infelizmente como ele há por ai bastantes, razão tinha o outro em os querer enfiar no Campo Pequeno.

    ResponderEliminar
  3. o crise é resultados dos actividades dos especulantes e não dos governos europeus.

    ResponderEliminar
  4. LUSITANO6/5/10 12:20

    Caro
    Kaos,
    Só um país de atrasados mentais e mentecaptos é que ainda dão ouvidos a este senhor, "esquece-se" que tem sido ele com as suas mercearias gigantes que tem ajudado o país a ir para o fundo???
    Porque razão, agora fala desta maneira? Porque vende ele, então, montes de produtos estrangeiros, ao invés de vender mais produtos nacionais, já que eastá assim tão "preocupado" com o défice???
    Não se produzem cá batatas, cebolas, alhos e outros produtos agrícolas assim como fruta por exemplo???
    "Esquece-se", que foi devido às suas mercearias e às dos seus colegas, que Portugal tem aumentado cada vez mais o défice alimentar com o estrangeiro? Que devido ao facto do pequeno agricultor não ter capacidade de produção e competitividade, acaba por não ter nenhum benefício com as grandes superfícies, pois, os seus clientes tradicionais, os pequenos comércios, entretanto, foram todos arrasados???
    "Esquece-se", que, cada vez que abre mais um supermercado, são mais umas dezenas ou centenas de pequenos comércios, artesãos e pequenos industriais que fecham portas, criando, não emprego, como gosta de apregoar aos 7 ventos, mas mais centenas de desempregados???
    E a que "meninos" é que se refere?
    Aos políticos, que lhe tem permitido abrir um supermercado ou centro comercial em cada esquina???
    Se são esses que devem se castigados, estou de acordo, deviam ser todos enviados para "campos de reeducação" à chinesa, e depois apresentarem a conta à família.
    Aliás, o nosso "admirável líder" já sentiu, e continua a sentir na pele, o que é não satisfazer os desejos de tão importante personagem, ou os meus Caros Amigos, já se esqueceram que foi a partir da altura em que Sócrates não permitiu a OPA da SONAE sobre a PT, que o Público, jornal desse "excelente empresário", lhe caiu em cima, ou Sócrates, só fez o tal exame ao fim-de-semana, por fax, ou lá como foi, assim, como as outras alegadas trapalhadas de que tem sido acusado, após o falhanço dessa tal OPA???
    Ou, esses assuntos estavam "enlatados" à espera de melhores dias???
    Realmente, este fulano, que tem sido um dos que mais tem ganho com a cambada de idiotas que tem passado, tal qual manada de elefantes, pelos sucessivos governos, ainda tem a lata e o descaramento de vir com desfaçatez e conversas destas.
    Realmente, estes políticos sde merda, bem o merecem.
    Quem pensa ele que é, algum Super-Homem???
    Ah! se eu tivesse tido um Pinto na família também era um g'anda homem.
    Fazer flores com o dinheiro dos outros é fácil, o pior, é quando não temos um banqueiro por perto e a quem nos agarrar.
    Para além de ser arrogante, ainda é mal agradecido a quem lhe tem enchido os bolsos.
    Não passa dum grosseirão, arrogante e mal-educado, há muita gente humilde que o mete a um canto, quer em Educação quer em Princípios.
    Grande "patriota" ele me saíu, defende, então, que Portugal seja anexado pela UE,por não cumprir o limite do défice???
    Façam como eu, não ponho nem um pé nas lojas desse senhor.
    Vão todos estes anormais a bardamerda!!!
    Um abraço.

    LUSITANO

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. Respondendo aos anteriores comentários do Lusitano, pois deu-me ideia que eu é que estou a ver mal:
    Não digo que não; mas também tem que ver com as más políticas. Cada um deve dar os passos para as pernas que tem. Cada país tem que responder pelo que faz e não pode levar os outros de arrasto. No caso da Grécia, também se meteram em cavalarias altas, construindo um super aeroporto. Um país mais fraco que o nosso pagava aos desempregados vencimentos que faziam inveja a países mais desenvolvidos.
    Quando se fazem obras menos megalómanas e distribuídas pelas populações e com material nacional incorporado não há tanto perigo de descambar.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo6/5/10 16:42

    A música a que se refere o post é curiosa. Vêm com reminiscências do antigamente, dos tempos das ocupações de casas e de governos "eleitos" à matroca para tentar resolver os problemas de agora. Fazem lembrar os bafientos salazaristas a querer de volta o velho de Santa Comba. Não é curioso como nesta vida tudo se repete?
    Ah! É verdade. Quanto ao outro canalha aqui lembrado que "os queria" no campo Pequeno pois, até concordo, com esse artista lá no meio, claro!

    ResponderEliminar
  8. Concordo inteiramente com o comentário escrito pelo LUSITANO.
    acrescento mais: então não foi este fulano que pretendia que os trabalhadores dos supermercados trabalhassem 60 horas semanais?
    não foi este figurão que enquanto funcionário da sonae quando era propriedade de Pinto de Magalhães rápidamente enriqueceu e tornou-se proprietário da mesma Sonae?
    Já conhecemos esta lenga lenga do costume.
    Ser gestor de supermercados que recebem a pronto e pagam a três meses depois da entrega de mercadorias.é muito fácilgerir.
    Parece que queremos chegar á Chinezação muito rápido ,mas cuidado se isto dá para o torto só perde quem tem.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo