segunda-feira, julho 19, 2010

Culpas....só dos outros

 culpa europa


O Presidente da República aponta o dedo aos líderes políticos europeus e também a Durão Barroso, enquanto presidente da Comissão Europeia, que, no seu entendimento, ignoraram o Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC) e transformaram uma crise económica numa crise financeira. Em 2008, a mensagem que se passou foi ‘gastem, gastem, gastem para estimular a economia' e ninguém se lembrou que existia um PEC, ninguém pensou como é que os mercados haviam de reagir quando a dívida pública dos Estados-Membros tinha passado de 30 para 100% do Produto", criticou.
“Quando surgiram as primeiras violações do PEC, aplicou-se o processo dos défices excessivos a Portugal, mas não se aplicou à Alemanha e França” e tal originou “um processo de descredibilização do PEC”.

Esta gente não terá vergonha? Aplicam as suas medidas para cumprirem com o seu compromisso com o capitalismo global e depois, quando as coisas correm mal, apontam o dedo da culpa aos outros. Normalmente escolhem os povos, os trabalhadores, os desempregados e os mais pobres para justificar as crises, mas quando as coisas as coisas se tornam por demais evidentes é aos seus pares a quem atiram as culpas. Todos nos lembramos de o Sr. Silva justificar ser o melhor candidato à Presidência da Republica pelos seus conhecimentos de
economia, mas ao fim de todos estes anos caímos na crise em que caímos e nunca teve a capacidade sequer de alertar para os perigos das politicas seguidas. Quando muitos de nós, que nem somos economistas, nos questionávamos de onde teria vindo tanto dinheiro de repente, ele falava da necessidade de apostar no crescimento e de haver mais investimento. Agora que nos questionamos para onde raio foi o dinheiro, (a banca comeu muito dele), vem apontar o dedo a quem apostou nesse crescimento. A culpa, essa está no capitalismo, na desregularão do mercado e na ganância de alguns.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo