sábado, outubro 02, 2010

Cimeira da Nato em Lisboa

A PSP gastou 5 milhões de euros a comprar blindados e material de segurança para a Cimeira da NATO que se vai realizar em Lisboa. (A GNR dissse que tinha esse material e podia emprestar, mas a PSP disse que não era mesmo, mesmo igual ao que eles queriam). Para os "Senhores da Guerra" nunca falta o dinheiro, mesmo quando não o há para mais nada. Vão fechar o Tejo, o espaço aéreo, o transito e a normal circulação dos cidadões. Afinal vai cá estar a fina flor dos mais poderosos assassinos do planeta.

7 comentários:

  1. Plenamente de acordo.

    ResponderEliminar
  2. Medidas drásticas para o populacho,
    roubam cada vez mais a quem tem menos para gastar cada vez mais com o que não devem!
    Megalomaníacos, vaidosos, obscenos!
    Apetecia-me partir-lhes a pu.. do
    focinho!...
    Esta merda não vai mudar nunca!

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  3. Medidas drásticas para o populacho,
    roubam cada vez mais a quem tem menos para gastar cada vez mais com o que não devem!
    Megalomaníacos, vaidosos, obscenos!
    Apetecia-me partir-lhes a pu.. do
    focinho!...
    Esta merda não vai mudar nunca!

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  4. E dizem que estamos de tanga e andamos a comprar em duplicado???
    Será que a EMEL não iria também comprar um ou dois destas viaturas para adaptar a reboques? É só o que falta também.

    Saudações Chaladas

    ResponderEliminar
  5. O BCE empresta a juro muito baixo aos bancos, 1,5 % salvo erro, mas o BCE não pode emprestar aos Estados. Os bancos somente vão emprestar o dinheiro aos Estados.
    Os Estados mais frágeis, como a Grécia, mas também Portugal, têm de pagar juros altos para cobrir os seus défices.
    Assim, a taxa de empréstimo da banca ao Estado português é actualmente de 6,5%, o que significa um lucro líquido da operação de cerca de 5%!
    Assim, a UE está a recapitalizar os bancos, principais responsáveis pela crise financeira de 2008, sem qualquer contemplação pelas pessoas.
    Existe uma enorme cortina de fumo que oculta estas simples verdades!
    Descreva-se de forma clara e concisa os mecanismos, a lógica da tal espiral, para se perceber afinal a verdadeira face desta política: contra os trabalhadores, e mesmo contra os sectores capitalistas produtivos, apenas para repôr a flutuar o capitalismo financeiro, a especulação bolsista!

    ResponderEliminar
  6. Nunca tinha presenciado pessoal do ISCTE armado. Deve ser do tipo cada tiro cada euro.

    ResponderEliminar
  7. Para os bancos, a taxa do BCE é 1%. O crédito aos privados e consumo contraiu, e estão a cobrar maiores spreads para manter os lucros. Mas isso vai diminuir ainda mais a massa monetária em circulação (ainda para mais com cortes na massa salarial), e a partir de certa altura vai provocar deflação crónica. O que vai dar a machadada final no mercado de crédito.

    De modo que, se estão a fazer isto de propósito, é uma loucura grotesca.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo