quarta-feira, outubro 06, 2010

A inauguração


O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, disse hoje esperar que as novas medidas de austeridade anunciadas na semana passada pelo governo de José Sócrates sejam cumpridas com "determinação". «Sem confiança dos mercados, os juros de divida sobem para níveis insustentáveis»,

Em que contibui este "Cherne" e esta União Europeia para ajudar os paises que estão mais aflitos? Foi a UE quem "forçou" os estados a endividarem-se e a esquecerem o "défice" para salvar os bancos que agora pedem juros altissimos para ajudarem os países que os ajudaram. A UE prefere emprestar aos bancos a juros baixos, 1 ou 2%, para depois eles "esfolarem" os países a 6%. Vivemos numa sociedade em que os países já não negoceiam entre si, ficando refêns daquilo a que agora chamam de "mercado". Os mercados não têm cara, não têm leis nem têm moral. Funcionam só para em função do lucro e da ganância. São eles a quem entregamos o governo dos nossos destinos. Não está na hora de de dizermos não.

2 comentários:

  1. As medidas de austeridade que este filho de cherne..., esta sopeira da europa tanto aprecia passam-lhe ao lado! A este "licenciado" como alguém lhe chamou, de trampa chamo eu, do alto do seu "poder" em vez de cagar postas de cherne só caga postas de pescada!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  2. A estratégia europeia é a que interessa aos poderosos, leia-se Alemanha, e os mais fracos e sem capacidade exportadora, poe exemplo nós, caminham para o abismo da falência absoluta.
    Abraço do Zé

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo