quarta-feira, novembro 10, 2010

O redemoinho dos mercados

Não há PEC's ou orçamentos que nos valham, não há aumentos de impostos ou redução de salários, que trave a subida dos juros sobre a divida pública deste estado. Já vai em 6,9% e é sempre a subir. Como não podemos fugir nem recusar a usura dos mercados, é aceitar e calar. Muitos dizem que não existem motivos para tanto receio dos mercados mas eles não é medo que têm, estão é no frenesim dos abutres sobre o cadáver. Nós, é sempre para o fundo.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo