domingo, novembro 14, 2010

A querida Europa já não é tão querida






Há muito que aqui defendo que um dos maiores problemas de Portugal é a Europa onde está presa. É verdade que temos muitas culpas no pela situação em que nos encontramos, mas também o é que temos sido lentamente empurrados para nos transformarmos no INATEL da Europa. Agora, que muitos já parecem não crer que haja saída para a situação em que nos encontramos, até muitos Europaistas ferranhos e muita gente de direita aparece a defender a necessidade de mudar as politicas desta união cada vez mais esfrangalhada. Muitos criticam a Alemanha por estar a matar os países periféricos com a sua egocentrica politica económica e financeira (depois da Irlanda, Espanha, Grécia, Itália e Portugal chegou agora a vez da Bélgica também sentir o peso dos mercados. Outros estão já em fila de espera). A verdade é que tudo isto era previsivel e custa a acreditar que os nossos "génios" económicos e os nossos "inteligentissos" comentadores o não tenham visto. A verdade é que enquanto a mama dava para todos aceitaram calar-se e defender aquilo em que não acreditavam, (em linguagem popular, mentiram). Será agora possivel começar a discutir-se a Europa que queremos e a que temos? Não está muita gente arrependida se ter ajudado a esconder o verdadeiro significado do Tratado de Lisboa?

2 comentários:

  1. Fizeram-nos acreditar que a Europa era a nossa "salvação", o el dourado apesar de nem sequer nos consultarem, nem na integração nem na moeda única!
    Desde sempre tomaram as posições que quiseram "atolando-nos" até aos
    cabelos!
    A Europa é só "fachada" para a
    maioria dos Portugueses!
    Apesar de tarde demais RUA COM ESTA
    GENTE VENHA QUEM NOS RESPEITE!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  2. cambada de filhos de puta estes politicos mundiais! deviam ser mortos!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo