quinta-feira, dezembro 23, 2010

Vergonha máxima em salário mínimo

A Ministra, Helena André afirmou que da reunião de concertação social resultou o objetivo de atingir os 500 euros de salário mínimo, conforme previsto no acordo de 2006 (esqueceu que estava acordado que o valor seria pago logo a partir de Janeiro).
A subida será faseada em 2011 ( 10 euros em Janeiro, depois mais dois aumentos em Junho e Outubro), foi bem recebida pela UGT (que fala numa conquista da greve geral), e contou com a "compreensão" da CIP (que foi quem o exigiu o faseamento) , enquanto a CGTP garantiu que "não dará cobertura a um simulacro de discussão" (deverá fazer uma manifestação lá para os fins de Março).
O Presidente da CIP, António Saraiva, entrou para a reunião afirmando que o salário mínimo já não era tão mínimo como isso. Só lhe digo que o gostava de ver viver com esse dinheiro. Afirmar que 500 euros é muito dinheiro para sustentar uma familia não é gente de bem e considerar que as empresas não conseguiam suportar um aumento de 25 euros uma vergonha para os nossos empresários.
Da ministra pouco ou nada mais há a acrescentar a não ser que já aprendeu com o Engenheiro da independente a dar a volta à verdade para fingir que não faltou a mais uma promessa feita.
Os sindicatos portaram-se uma vez como sempre têm feito, com a UGT a fazer a vontade ao patronato enquanto a CGTP voltou a fazer, como sempre, o papel do sindicato que diz não mas sem iniciar uma luta que o possa impedir.

8 comentários:

  1. Gostei, isto é, não gostei, grandes ladrões!

    ResponderEliminar
  2. Estes filhos da puta tem que ser corridos à porrada sem dó nem piedade.Assim se vê,a superioridade,eficiência da iniciativa privada.De qq modo,basta ver os beneficios world wide,ele é ver a India, a maior demo cra cia do mundo,e todos os outros,CHEIOS DE MISÉRIA euns PARASITAS cheio 'dele'.Vamos sair à rua e linchá-los(se é democr5ático para o Assange,tb o é para os sociopatas).

    ResponderEliminar
  3. Sei q a bófia tem andado a cheirar pelos blogs-Palhaços,pq não vão prender os dias loureiros,joões rendeiros,oliveira costas,varas,coelhos,isaltinos...Ou sdão cobardes ou,simplesmente sicários.É esse o vosso ideal de Justiça?Se o é,estão ao nível das SS,do bocaça,das tocas de Guantanamo!!!

    ResponderEliminar
  4. Amor e Boas Festas todo o ano e pelo corpo todo!

    ResponderEliminar
  5. http://infamias-karocha.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. E vejo o filme disto ao longe...
    Aumentam agora em Janeiro, porque sabem que o país vai entrar em recessão e, garantidamente, não vão aumentar mais até ao final de 2011.

    País triste...
    Políticos do c*....

    ResponderEliminar
  7. A subvenção para as eleições para a Presidência da República é de valor total equivalente a 10000 salários mínimos mensais nacionais. serão +/- 4.750.000€ Ora se temos cerca de 460.000 trabalhadores a salário mínimo 460000 x 25€ (diferença para 500€)= 11.500.000 vão aumentar 10€ em Janeiro o que dá 4.600.000€. então os € da campanha 4.750.000 + 4.600.000 = 9.350.000 para 11.500.000 faltam 2.150.000 (era o esforço para o salário mínimo de 500€ e não fodiam € em campanhas para o próximo "REI" de Portugal e já agora acabem com as regalias dos anteriores pois nem na América ficam com as regalias dos nossos CAMBADA DE CHULOS!

    ResponderEliminar
  8. A ministra veio falar que era um aumento histórico de 33,4% só não diz é que 33,4% de quase nada é outro tanto nada (CHAMA-SE A ISTO ESTATÍSTICA). Que em seis anos o valor da retribuição mínima subiu 125 euros "Algo nunca visto antes no nosso país" EM QUANTOS EUROS EM SEIS ANOS FORAM AUMENTADOS OS DIRIGENTES DESTE PAÍS E OS ASSESSORES ETC. ETC. ETC. ISSO NÃO FALA ELA.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo