segunda-feira, fevereiro 14, 2011

Estado da democracia


Paulo Portas foi reeleito para a liderança do CDS com a confortável maioria de mais de 95% dos votos e já se sabe que também o Sócrates, que vai a votos no PS no próximo mês de Março, deverá ser reeleito por uma maioria igual senão maior. São eleições que fazem lembrar as realizadas em tempos mais salazarentos ou países como a Coreia do Norte e noutras ditaduras do género. Desde o momento que os partidos mudaram a sua forma de eleger os lideres, com a realização de directas algum tempo antes do congresso, que acabou toda a luta politica dentro dos partidos e deu como resultado eleitos com quase 100% dos votos.
Não que me fizesse grande diferença a forma como cada um garante o poder dentro da sua casa, mas o que me assusta é saber que é gente desta que procura transferir para a escolha do poder no país o mesmo tipo de politica e de pressão sobre quem vota. Basta ver que vivemos num país em que um"pinóquio"compulsivo consegue ser reeleito primeiro-ministro, em que as alternativas de poder são o mesmo pinóquio e um Passos Coelho igual a ele. Infelizmente esta é a democracia de alterne em que nos transformamos.

1 comentário:

  1. Os simpáticos rapazes do turbante aguardam a vez de continuarem com estes festejos no Egipto:

    http://www.worldpressphoto.org/index.php?option=com_photogallery&task=view&id=2084&Itemid=292&bandwidth=high

    Contam com a total compreensão da esquerda cá do sítio, porque são anti-americanos, anti-ocidentais, anti-israel, em suma: são tremendamente chiques estes festivaleiros do corão.

    Luis

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo