quarta-feira, fevereiro 23, 2011

A loucura do poder


O dirigente líbio Muammar Kadhafi ameaçou os rebeldes com uma resposta similar à usada em Tiananmen (a repressão na Praça Celestial, na China, em 1889) e de Fallujah (no Iraque), onde as tropas americanas teriam usado armas incendiárias de fósforo branco.
"Os jovens que se estão a manifestar estão a ser drogados e movem-se por dinheiro. Eles estão apenas a imitar o que aconteceu na Tunísia e no Egipto."
"Capturem os ratos. Tirem-nos de suas casas e acabem com eles, onde quer que estejam".
"Os países estrangeiros querem desestabilizar a Líbia. As cadeias de televisão estão a trabalhar para o diabo".

Como é possível o poder enlouquecer alguém ao ponto de mandar bombardear o seu próprio povo. Pode haver muitas explicações, mas nenhuma que não justifique o internamento imediato num hospício.


8 comentários:

  1. Recuso-me a acreditar nesses bombardeamentos! Se forem verdadeiros nós também teremos de sofrer as suas consequências por termos tolerado os poderes que calam tal barbaridade. Mas enfim, ainda é cedo para falar, é que eu já vi imagens de instalações nucleares do Iraque que afinal não existiam!
    Calma, que ainda a revolução não saiu da madrugada!
    Um abraço ao vento do deserto

    ResponderEliminar
  2. O único comentário é, sem comentários.

    Podemos juntar as afirmações deste louco ao palavreado dos guardas prisionais que atacaram o preso com o tazer. Até agora ninguém na comunicação social se referiu ao facto, talvez ainda mais grave, de o guarda ter dito que se o homem não mudasse ia ser "altamente violentado".
    É assustador que nas nossas cadeias os guardas possam violentar os reclusos!
    E, pior ainda é o facto de muita gente ser apologista deste tipo de situações. É assustador que os comentários no youtube, relativamente a este vídeo, sejam todos -pelo menos até este momento, excepto os meus - de forte apoio à actuação dos guardas. É assustador, repito assustador, esta gente aceitaria de braços abertos uma nova pide para os pobres coitados, claro!

    ResponderEliminar
  3. A superclasse andou a fomentar o caos por todo o lado... e agora defende uma Nova Ordem - Joe Berardo: "um novo género de ditadura que todos temos de aprender".


    DE FACTO:
    -> A Superclasse (alta finança internacional) ambiciona um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos -, consequentemente, a Superclasse pretende "dividir/dissolver Identidades para reinar"... [nota: a Superclasse controla os Media, e não só...]
    -> Mais, no limite, a Superclasse ambiciona a privatização da vida: de facto, ao mesmo tempo que promove o caos... a Superclasse também promove a ideia de que a humanidade é um 'caso' perdido: não sabe tomar conta de si própria.


    NOTA:
    A Esquerda não-Identitária e a Direita não-Identitária são MARIONETAS ao serviço da Superclasse
    As marionetas ao serviço da superclasse:
    -> promovem a ideia de que aqueles povos que estão numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios... possuem todo o Direito de ocupar e dominar os territórios que muito bem entenderem;
    -> promovem a ideia de que a humanidade é um 'caso' perdido: o planeta está a caminhar para um caos demográfico e ambiental;
    -> etc
    E AO MESMO TEMPO
    -> promovem a ideia de que medidas para evitar o caos demográfico (ex: as medidas tomadas pelo governo chinês) são um atentado à dignidade humana;
    -> promovem a ideia de que os povos que são anti-globalização - e que pretendem pacatamente sobreviver no planeta -,... não possuem esse Direito!!!!!!

    ResponderEliminar
  4. Realmente ainda não sabemos o realmente se passou/passa na Líbia, mas que não é nada de bom, lá isso não é. Aliás bastou ouvir o ditador (não me digam que também houve manipulação) dizer que iria atacar os "drogados" sem piedade, disse também que queria morrer como todos os ditadores, como mártir. Bem, baboseiras à parte, o que fica é a hipocrisia no chamado "ocidente" que sempre deu cobertura a este tipo de gente e vem agora reclamar o êxodo em massa de milhares de pessoas, para além de tentarem defender (o Luís Amado nem se quis comprometer e chamar ditador ao Kadhafi) os "interesses" comerciais (digo do capitalismo) em detrimento dos direitos dos povos oprimidos.

    Segundo a TV Al-Jazira, militares líbios estariam a assassinar manifestantes feridos que recorrem aos hospitais de Trípoli.
    Será verdade, ou será mais uma "manipulação" dos "drogados"?

    ResponderEliminar
  5. http://resistir.info/africa/libia_23fev11.html

    ResponderEliminar
  6. Durante anos a esquerda não disse nada sobre este filho da puta e agora que o tipo está na mó de baixo surgem críticas, algumas ainda aguardando por "mais imagens", a este regime verdo-socialista. É vergonhoso! Quando foi do Pinochet não tiveram dúvidas nenhumas pois não? Ao menos mantenham-se coerentes e apoiem o homem até ao fim! Não sejam RATOS!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  8. thebests20102/3/11 17:34

    Lybian Leader (Kadafi) close to falling vs "Oil Is In The Air" and The American Giant Wakes Up and Moves...

    http://thebests2010.blogspot.com/2011/03/lybian-leader-kadafi-close-to-falling_01.html

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo