sexta-feira, fevereiro 18, 2011

Tempestade (1)

Em época de ventania e tempestade resolvi procurar imagens para fazer um boneco da intempérie que varre Portugal, na rua, na politica e nos mercados. Como algumas vezes acontece encontro, não a imagem que imaginei, mas uma outra que me apetece fazer, mesmo que não diga o que eu queria dizer. Algumas vezes lá tento dar a volta ao texto para justificar o boneco que fiz, noutras nem sei como o poderia fazer. É o caso desta, em que porque raio havia eu de fazer o Engenheiro de Leão ao vento, aguardando a tempestade. Podia dizer que é porque é líder de um governo de um homem só ou porque impõe a sua lei e a sua vontade a qualquer custo, mas nunca seria credível. O Leão é demasiadamente digno e honrado para poder representar uma tão baixa e triste personagem.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Ocorreu um erro neste dispositivo