quarta-feira, março 02, 2011

Sócrates no bunker de Berlim


Hoje Sócrates vai a Berlim a chamamento da capataz Merkel para receber as instruções dos donos do poder e da nova ordem mundial. De lá pode vir a chegada do FMI, ou ainda menos segurança no emprego, menos segurança social, menos segurança na saúde, menos escola publica, menos soberania ou talvez tudo. Este é um recado que não pode ser dado em discursos públicos mas sim no segredos privados.

7 comentários:

  1. ao menos um bigodinho à Chaplin na alemã

    e um decote maior no Sócrates Braun

    ResponderEliminar
  2. Elas que não se esqueçam de tomar o cianeto antes de deitar.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo2/3/11 03:10

    Encravaram o país em dívidas e agora queixam-se da nova ordem.Lol.
    Continuem com o TGV.Lol
    Prego a fundo para o precipício.
    Queriam um TGV para brincar às democracias e aos combóios?
    Paguem-no!
    A Ferreira Leite bem avisou que o país estava sem recursos.
    Acharam piada e riram-se da "Velha".
    Aposto que a velha agora não vai rir,mas tem muitas razões para isso.
    Patéticos.

    ResponderEliminar
  4. Coisa boa para nós não deve vir desta reunião. Para os alemães somos o cu da Europa, cheiramos mal e só servimos para lhes pedir dinheiro. Claro que vai vir o FMI e depois vamos ver onde estão as gargantas que tanto falam no parlamento. Agora até o Louçã diz que era um desastre sair da UE. E esta????. Claro para mim não é novidade, quem nasceu burguês nunca lhe perde o gosto.

    ResponderEliminar
  5. Zé Leitão2/3/11 16:47

    É mais a Nova Desordem Mundial...

    ResponderEliminar
  6. Esta mensagem foi removida pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo2/3/11 20:02

    Segundo dizem as "más línguas"
    Angela Merkel considera Sócrates
    um "político" charmoso!
    Terá sido o suficiente para o 1º
    ministro, vaidoso como é, a convencer, como tenta convencer-nos a nós com as suas mentiras constantes, de que vai tudo bem
    nesta república das bananas quando
    o barco já se afundou para alguns milhões de portugueses???
    Conseguirá evitar a curto prazo a sua "queda"???
    Não é o que ele pretende a todo o custo nem que para isso tenha que empurrar para o abismo mais uns
    tantos???
    Triste sorte a nossa!...

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo