sexta-feira, junho 24, 2011

A trajédia da Tormenta


Passos Coelho afirmou que vem aí uma tormenta como nunca vimos desde 1974, enquanto o Presidente diz que falhar seria dramático e que vão ser pedidos aos portugueses. possivelmente, os maiores sacrifícios desde que foi instaurada a democracia. Curiosamente quem o diz é o mesmo personagem que ainda há meia dúzia de meses dava recados ao Sócrates de que os portugueses não podiam ser sujeitos a mais sacrifícios. Que eu veja o que mudou de lá para cá foi o nome do Primeiro-ministro e a cor do partido de governo e isso já liberaliza os sacrifícios, mesmo que muitos economistas por todo o mundo afirmem que a forma como a Alemanha está a tratar os problemas dos países periféricos e endividados só pode conduzir a uma desgraça ainda maior. (Basta ver a Grécia). Eles sabem que é verdade e nada fazem para mudar de rumo, entram pela Tormenta sabendo que o naufrágio é inevitável.
Como dizia o Para Negra num comentário no blog "Zé Povinho", "Quanto aos nossos políticos ainda não percebi de eles não sabem o que fazem ou se, pior, sabem muito bem o mal que estão a fazer! Não me parecem burros, parecem-me mais porcos!

Link

2 comentários:

  1. Esse retrato é a prova que até feia mulher, falsária e mal educada, possui às vezes razoável nádega.

    ResponderEliminar
  2. Uns são enganados, outros gostam que lhes enfiem o barrete e outros gostam que lhes metem os dedos nos olhos.Eu como sempre fui do contra,não me alinho em nenhum grupo,perfiro ser desalinhado.Não ganho nada,mas estou de consciencia tranquila,para mandar bitates.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo