quarta-feira, julho 06, 2011

Quando a FLAMA se inflama


Álvaro Santos Pereira, o novo ministro da Economia, acha que “se a Madeira quiser, um dia poderá tornar-se independente”. “Afinal, se Malta, Chipre, e até Timor-Leste conseguem ser independentes, porque é que os madeirenses não poderão sonhar com uma autonomia total de Portugal?”, questiona Santos Pereira num livro que publico em 2007 e onde defende que João Jardim tem utilizado ao longo do tempo a ameaça da independência da Madeira como forma de conseguir mais fundos para a ilha.

9 comentários:

  1. Anónimo6/7/11 13:19

    Ora aí está um Ministro esclarecido. Melhor do que isto é o Governo propor aos portugueses do Continente um referendo sobre se queremos que a madeira se torne independente. Eu por mim voto sim! E também voto sim à independência dos Açores, que o Carlos César é um clone do Alberto jardim.

    ResponderEliminar
  2. Caro Anónimo (pois é, há pessoas que não dão nem a cara nem o nome pelas parvoíces que dizem....)
    Então o que é que a Madeira e os Portugueses da Madeira lhe fizeram de mal para se querer ver livre de nós?

    Antes de venha com a conversa de que anda a nos sustentar, já lhe vou adiantando que pago os meus impostos todinhos e que, os mesmos de certeza que já serviram para lhe pagar alguma coisa...alguma obra parva que por aí também fazem (pois é, não é só por cá que as há...) ou mesmo alguma baixa, por porventura fraudolenta que gente por aí, tal como cá, gosta muito de meter...
    Meu caro...doi-lhe alguma coisa? Trate-se...de certeza que os meus impostos hão de lhe pagar o médico...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo6/7/11 13:40

    RS,
    Em vez de comentar as inanidades da FLAMA, entendeu que devia comentar os desabafos de quem está farto de aturar as chantagens independentistas insulares. Está no seu direito! E eu no meu!!, que é para isso que serve a Democracia, já que aqui na terra não há João Jardim para calar a boca a críticos, por muito que isso lhe pareça estranho.
    Quero ser independente da Madeira, dos Açores, do Norte, e de todas as terras que não se sentem bem nesta República.
    Ficou incomodado? Azar! Ainda bem que tem dinheiro para pagar a saúde: compre um tubo de Lauroderme e aplique onde lhe dói que isso passa-lhe.
    Quando a Madeira for independente logo vemos quem paga o quê a quem...

    ResponderEliminar
  4. Simplesmente não comentei as parvoíces da FLAMA porque cá ninguém dá realmente importância a meia dúzia de tipos que não têm nada melhor para fazer do que espalhar bandeiras...
    (tal como eu provavelmente não deveria ter feito a um qualquer tipo com ideias parvas..., claro que, como disse, estamos em democracia...)

    Quanto ao tubo de lauroderme, eu passava-lhe a mesma receita mas, continuo sem saber qual o nome a quem prescrever, pelo que o melhor será mesmo esquecer a receita e esquecer a conversa, que está visto que não leva a nada de interessante...

    Divertimentos...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo6/7/11 16:52

    Prezado Rui.
    Tem de concordar que pelo facto de colocar o nome irá fazer alguma diferença ?
    Sempre posso escrever um nome falso.
    Com isso fica feliz da vida ? Pode ser.
    Agora, digo-lhe uma coisa, não estou farto dos Madeirenses que considero como Transmontanos, Beirões, Alentejanos etc... , mas que estamos fartos da má educação e parvoíce do vosso mais alto representante, lá isso estamos.
    Cumprimentos do " Contenente".

    ResponderEliminar
  6. ;) Vá lá que sempre estamos de acordo em algo...
    Também nós (pelo menos alguns de nós e felizmente, cada vez mais...as pessoas sempre vão abrindo os olhos...)

    O grande problema por cá (penso eu, que nasci depois do 25 de Abril) é que para muita gente (especialmente os mais idosos) o "tio Alberto" veio juntamente com a liberdade do 25 de Abril e acabou por saber fazer-se identificar com essa mesma liberdade e aumento de direitos, como se fosse algo pelo qual era o único responsável...
    Claro que como bom manobrador que é, sempre soube tirar partido disso e muitas das "patacoadas" que atira contra os "cubanos" é simplesmente o de tentar fazer de todos os outros do lado de lá os maus da fita e ele o grande salvador e defensor dos madeirenses....

    ResponderEliminar
  7. Anónimo6/7/11 18:35

    Pois..., caro Rui, não me conta nada de novo e vou dizer-lhe que estávamos em Agosto de 1975, estava eu de férias no Funchal...( aos anos que isto foi) havia uma grande manifestação popular a reivindicar não sei o quê e a policia a atirar gás lacrimogéneo aos manifestantes.
    Depois..., bem, depois a Flama e a direita (Salazaristas) levaram a Madeira a ser o que é hoje.
    Esperemos calmamente pelo final do AJJ.
    A Madeira ficará e ele não !

    ResponderEliminar
  8. Num momento em que Portugal perde a sua independência, é bom que se lute pela independência da Madeira: que fiquemos, ao menos, com uma ilha independente.
    Para não ser só a Madeira, será que Fátima poderá vir a ter um estatuto tipo Vaticano?!
    Um abraço soberano do Rei dos Leitões

    ResponderEliminar
  9. Anónimo7/7/11 04:37

    Já se sabia , que porcos, há e muitos !

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo