segunda-feira, agosto 15, 2011

O Coveiro da vida de um povo


Ficámos a saber que a metade do 13º mês e a antecipação do aumento em 17% na taxa de IVA da electricidade e do gás já para Setembro servem para pagar metade dos 2 mil milhões de desvio orçamental causado pelo negócio do BPN e pela governação do João Jardim. O fundo de pensões dos bancos vão, como receita extraordinária, vai tapar mais um bocado do buraco e ainda nos falta saber como nos vai fazer pagar o que falta. Isto já não é ser Ministro das Finanças, é ser o coveiro de grande parte dos portugueses. Criar pobreza nunca foi a solução para um país democrático, é antes a marca dos ditadores.


5 comentários:

  1. Estes e os outros,que nos têm desgovernado,venderam Portugal e os portugueses ao desbarato e ataram-nos as mãos,quando nos meteram no euro.Agora dão milhões à familia Dos Santos e companhia,para ficarem com o banco da ladroagem e despedirem mais umas centenas,vendem o sol e o vento (EDP)querem vender as aguas.Até onde vai continuar a passividade dos Portugueses?.

    ResponderEliminar
  2. Cada povo tem o que merece!!
    Por enquanto ainda se pode votar e quase ninguém vota.Existem outras alternatias além daqueles que nos colocaram onde estamos hoje.Então se não votam ou votam mal, não se queixem.

    ResponderEliminar
  3. Calma.....calminha, a procissão ainda não saiu do Adro.

    Nada disto é planeado...nada.
    Logo a noite dão 3 novelas mais uma carrada de entrevistas para a carneirada papar.

    A propaganda do governo preocupa-se é...não podemos entrar nos níveis de violência que outros países tomaram.

    Vá....eu sei que doí mas a cabeça já entrou.

    ResponderEliminar
  4. As pessoas de "falinhas mansas" são as piores!
    Não se admirem, pois, que as medidas sejam mesmo a doer e que as classes ditas média e média baixa estejam a ir por aí abaixo!
    A tal "SOCIEDADE SEM CLASSES" apregoada no 25 de Abril foi pura
    ilusão e demagogia de gente que só queria o poder para os partidos!
    Hoje não somos mais respeitados, antes pelo contrário, estamos cada vez mais no cu desta europa que também já não nos quer, ansiosa
    por nos pôr fora dela!
    Estes "políticos" de trampa insistem, insistem, porque para eles está a ser muitíssimo bom. senão óptimo!
    Os outros, o Zé Povinho, que se lixem e que paguem a crise ainda que tenham de ir á miséria total!

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  5. Este é como o algodão, não engana.

    Foi de certeza, entre todos os actuais governantes o que mais leu nas cartilhas do Salazar, os mesmos tiques, a mesma prosápia, as mesmas medidas, as mesmas falinhas mansas, o nunca encarar as pessoas de frente, a mesma cobardia, etc..
    Aliás, tal como o ditador e o seu mentor Cavaco, ambos vieram das "finanças" para atingirem o estrelato em S. Bento.

    Este tipo não é liberal nem tão pouco neo-liberal, é, isso sim, um tecnocrata ultra-liberal, que aprendeu no seio da alta finança nacional e internacional as tácticas do capitalismo.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo