terça-feira, setembro 06, 2011

Brincar aos TGV's

As pressões intensas do Governo de Espanha para a construção da linha de alta velocidade Lisboa-Madrid levaram o Executivo de Passos Coelho a estudar a hipótese de construir um TGV menos dispendioso do que os 1,7 mil milhões previstos para aquela linha.
Nesse sentido, o secretário de Estado das Obras Públicas, Sérgio Monteiro, já iniciou contactos informais com a empresa Soares da Costa, que lidera o consórcio a quem foi adjudicada a construção da linha, para renegociar o contrato.
O objectivo do Governo passa por retirar parte das obras do contrato adjudicado – documento que, aliás, ainda aguarda o visto prévio do Tribunal de Contas para ser válido.
Eliminar a construção da linha de mercadorias entre Évora e o Caia ou não construir a estação de Évora são alguns dos exemplos de cortes que poderiam ajudar a reduzir significativamente o custo da linha.
Outra questão que está a ser analisada é, ainda, a entrada do TGV em Lisboa ser feita pela ponte de 25 de Abril. Link
in "I"

Os nossos politicos gostam muito de brincar aos comboios mas todos sabem que é uma brincadeira muito cara e que não é fácil contabilizar as vantagens de forma a justificá-lo económicamente e a curto prazo. Há sempre a potenciação do desenvolvimento nas zonas beneficiadas por ele, coisa que no caso do TGV até é ainda mais difícil de comprovar. O TGV, que pelas paixões que criou, pela polémica que produziu e até pela ajuda que deu na derrocada sócretina, deveria ser um caso arrumado mal os seus detratores colocaram o pé no governo. Mas não, como dizia, os políticos gostam muito de brincar aos comboios e desde há muito tempo que quem está no poder quer construir o TGV e quem é oposição se opôe terminantemente. E veja-se como é rápida a mudança, em poucos meses o PSD já coloca a possibilidade de o construir e o PS a certeza de ser contra. Será porque é quem está no governo que assina os contratos e satisfaz clientelas? Ou será porque estar no governo transforma a visão de um tunel escuro de quando se é oposição numa linha dourada em direcção a um futuro resplandescente?


2 comentários:

  1. Anónimo6/9/11 15:14

    Quanto é que é 10% de 1,7 mil milhões ?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo6/9/11 19:48

    Todos eles brincam com os milhões que são de todos nós sem o mínimo de despundonor!
    Assim é fácil, eu também queria!...
    Bastava meio milhão!

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo