sexta-feira, setembro 23, 2011

Em guerra com o mundo




Quanto mais se baixam mais lhes vemos as cuecas sujas. O Sr. Silva prefere falar do lindo sorriso das vacas e o Passos Coelho o mais caustico que consegue ser para o João Jardim é dizer que não vai à Madeira na altura da campanha eleitoral.
Já ao João Jardim não há quem o cale. Durante o dia faz inaugurações e "compra" votos ao preço da cerveja e do pastelinho de bacalhau e à noite abre a bocarra e bate em tudo e em todos enquanto se faz de vitima dos malandros dos Socialistas, dos Republicanos, dos Maçons, dos Jornalistas, da Europa do mundo que se uniu para o tramar.

Enquanto isso vão mexer na lei laboral, no subsidio de desemprego, anunciam mais IVA e mais aumentos enquanto assumem a possibilidade de nova ajuda externa ou seja mais sacrifícios futuros. Isto se ainda houver futuro.

4 comentários:

  1. Jão Jardim nã é baleote pa ter cornadura desse calibre

    Nosso Jardim fez um museu prá baleia
    quera uma coisa necessária pró desenvolvimento das baleias

    graças a ele pode-se atravessar a ilha jogando futebol pelo caminho

    exceptuando ter gasto uns 300 milhões nos últimos 30 e tal anos
    em subsídios a papel higiénico cheio de tinta

    nada a dezere a câmara aqui do sítio foi mais incunómica no mesmo príodu só gastou uns 80 milhões
    éberdade cu papel é peor
    mas a malta janada alimpa-se a ele
    na mêma

    ResponderEliminar
  2. o qué que seria das typographias e dos typo ó grafussas se autarcas e jõoes jardins nã us subsidassem

    ah pois....

    ResponderEliminar
  3. Políticos os PIGS de Portugal Vem o Sr Relvas à televisão montar um show off para tuga ver, em que conseguiu descobrir 6 milhões de Euros em facturas não pagas e que enviaria o caso para as entidades competentes para responsabilizar de estes factos tão deploráveis para os bolsos dos portugueses. Mas deste facto nem piou nem disse que era um descalabro para o bolso dos portugueses, nem mais uma machadada na credibilidade dos PIGS perante aqueles que nos emprestam dinheiro e que já não o querem fazer mais pois sabem que esta gente não tem emenda.

    ResponderEliminar
  4. O Sr Relvas e Sr Passos Coelho não estão minimamente interessados na credibilidade do país perante as instituições internacionais, porque se assim fosse, o Sr. Jardim teria que ser logo suspenso, responsabilizado criminalmente pela seu acto criminoso, e suspendidas as eleições na Madeira. Só assim demonstraria perante os portugueses e a comunidade internacional que as coisas mudaram em Portugal. Mas, não o prevaricador pode recandidatar-se e o mais provável ganhar as eleições porque isso até da jeito ao partido. Isto não passa de um país do 3º mundo. Na Suécia um politíco (a) usou o carro de serviço para ir às compras e quando se descobriu o caso Demitiu-se. Aqui roubam, enriquecem os amigos e violam as leis constantemente e o povo continua a votar neles massivamente. Temos aquilo que merecemos.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo