segunda-feira, outubro 03, 2011

Está quase. 2012 é já ali


Desde o último post que fiz sobre o Isaltino de Morais muita coisa aconteceu. Como seria de esperar os seus advogados conseguiram colocá-lo cá fora e até se concluiu que a sua prisão tinha sido um erro judiciário que justificava abrir um inquérito. Eu, que até me explicarem não sabia que a função de quem seguia Direito não era para aplicar a justiça mas sim as leis puras e duras, (por mais esburacadas que sejam), tenho de me sentir confuso. A coisa é mais ou menos assim, o homem já foi condenado, foi recorrendo e continuando a ser condenado até que agora foi finalmente confirmada a pena pelo mais alto tribunal Supremo, e o juiz pensou que estava na altura de o meter dentro da jaula. Mas não, há ainda um outro recurso sobre uma outra questão "protocolar" de um dos julgamentos de um dos recursos que ainda não tinha tido resposta. O Isaltino, tem direito a estar em liberdade e a gerir a Câmara mesmo que a condenação tenha sido feita por crimes de corrupção e branqueamento de capitais (aquela história do primo taxista na Suíça). A lei é a lei embora todos saibamos que está feita de forma a garantir quem tem dinheiro para contratar um destes advogados que se especializaram em recursos e atrasos processuais dificilmente vai algum dia preso. Ao Isaltino parece já faltar pouco pois "Os crimes pelos quais Isaltino Morais foi condenado, numa sentença ainda dependente de um recurso para o Tribunal Constitucional, poderão prescrever em 2012." Se prescrevem ou não é coisa que não sei, mas que deve dar azo a mais um turbilhão de recursos e mais recursos é mais do que certo.

1 comentário:

  1. O meu,my ultimate hero(foda-se! já domino o englês e já p+osso dar lectures...)é o Duarte Lima,nado e criado no esterco moral que é o PSD/PS/CDS!

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo