domingo, novembro 06, 2011

A Nova vida de Lisboa à noite


Eu sei que já me faltam neurónios e há coisas que os génios, tipo o Simplesmente Álvaro, que têm um plano global em que pensam tudo e tudo se ajusta na perfeição. Aumentam-se os impostos, aumentam-se os transportes e diminuem-se os salários. Aumentam também o desemprego, a precariedade, as horas e a flexibilidade no trabalho. Obrigam muitos a trabalhar até mais tarde e agora, fazem o metro acabar logo às onze horas, (em algumas linhas às nove), cortam carreiras de autocarros para os subúrbios e barcos para a outra margem. Enquanto muitos ficam sem transporte para regressar a casa, ir a Lisboa, a um cinema, torna-se impossível ou ao preço de mais um taxi para quem não tem carro. Dá-se cabo de tudo, da vida das pessoas, da cidade, da economia, do país. Fazem-no também para ir buscar mais dinheiro aos que quase não têm mais nada que um trabalho, mesmo que precário e mal pago. Depois do aumento dos transportes, em alguns casos de 25% que fizeram em Outubro, fazem agora um novo aumento com o diminuir da qualidade do serviço, poupando nas despesas. Mas como se não bastasse, ainda acabam com alguns passes sociais, obrigando quem não necessita de comprar passes combinados, pagando muito mais pelo direito de andar num transporte que não utiliza. Tudo isto, ainda antes do novo aumento dos transportes anunciado para Janeiro. Mais o de Junho, o intermédio, o excepcional e o inevitável que ainda devem aparecer por aí. Mais a Grécia, a Merkel, o Irão a a Troika que não vão desaparecer por aí. Mais tudo o resto que é quase tudo que nos querem impingir pela goela abaixo, à força. Democracia é coisa do passado, como provou a vergonhosa "proibição" feita aos Gregos de poderem decidir das suas vidas através de um referendo. Se não paramos isto agora a bem, algo vai acabar muito mal.

4 comentários:

  1. O senhor ministro da economia Simplesmente Álvaro e o Senhor presidente da CIP António Saraiva, em vez de exigirem mais meia hora de trabalho, deveriam era estar preocupados com as HORAS VÀRIAS que os trabalhadores da hotelaria fazem fora do horário laboral sem que sejam pagas!!! A avançar esta medida, é um bom mote para começar a exigir o seu pagamento. Estes filhos da puta lembram-se de cada uma...! Quem te disse a ti trolha que eras alfaiate..

    ResponderEliminar
  2. Não sei o porquê da "contratação" deste intruja, alguma coisa os mandantes pélvicos têm na manga, uma coisa é certa, este alvarito é o pior ministro pós-25 de Abril, é parvo (aquele sorrizinho malandreco tipo engatatão do Intendente), e está desfasado completamente da nossa realidade.

    ResponderEliminar
  3. Os gajos das OGMA duarnte o dia ninguém os vê a partie das 5 é começar a vê-los "trabalhar".

    Não se lembraram de como não há subsidio de férias a partir do ano que vem (a partir não é só 2 anos) também não precisam de ferias e trabalham o ano inteiro.

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo