quarta-feira, dezembro 21, 2011

O Fim da Festa


O Governo antevê «sérias dificuldades» para atingir a meta de um défice de 4,5% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2012, uma vez que não poderá recorrer a medidas extraordinárias semelhantes às utilizadas este ano, cujos casos mais evidentes foram a transferência do fundo de pensões da banca e o imposto extraordinário aplicado sobre os subsídios de Natal.»

A festa está a acabar para este governo. Já meteu a mão em todos os impostos possíveis e imaginários e sabe que o país não aguenta muito mais. Com a pobreza criada, as falências que se anunciam, o desemprego a disparar tudo o que se pode esperar de 2012 é diminuição das receitas e aumento das despesas. O Gaspar fez previsões em que nem ele próprio acredita, a recessão vai ser muito maior que o número que atirou para o ar. Já mandou reforçar a sua segurança porque sabe que a corda está quase a rebentar. Sabe que isto está mau e os mercados não vão parar e que quando decidirem que está na hora de forçar um ataque ao Euro atiram-nos para o lixo. Isto se não forem os portugueses a atirá-los a eles todos primeiro.

1 comentário:

  1. Já começa a ficar tarde, para baldear estas encomendas !

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo