sábado, dezembro 17, 2011

Um negócio muito submarino



«O dois ex-executivos da Ferrostaal e a própria empresa julgados por suborno de funcionário públicos estrangeiros na venda de submarinos a Portugal e à Grécia aceitaram a proposta de conciliação do tribunal, foi hoje anunciado. Ao fazê-lo, admitiram pagar subornos à Grécia e a Portugal, neste caso na pessoa do ex-cônsul honorário em Munique, Jürgen Adolff.
O ex-administrador da Ferrostaal Johann-Friedrich Haun e o ex-procurador Hans-Peter Muehlenbeck terão assim de pagar uma coima de 36 mil euros e 18 mil, respectivamente, e serão condenados a uma pena suspensa que não excederá dois anos, como propôs o juiz do processo, Joachim Eckert, na abertura do julgamento, esta manhã, na capital da Baviera.» Um negócio bem submarino onde se sabe que foram pagos subornos mas ninguém parece importar-se em saber a quem.

7 comentários:

  1. Já sabia que este era danado por delicias do mar...

    ResponderEliminar
  2. mas como tudo foi tratado pelo guteres, quanto ele terá recebido ?

    ResponderEliminar
  3. Todas as "aldrabices" feitas pela escumalha que nos tem governado ou desgovernado e se tem "orientado" em proveito próprio sem o mínimo de pudor, são lugar comum!...
    Do ps, cds/pp ou psd venha o diabo e escolha, o resultado está á vista!....

    Zé de Aveiro

    ResponderEliminar
  4. Kaos

    O saque começou a seguir ao 25 do A, e nunca mais parou BLOCO CENTRAL, são sempre os mesmos.

    ResponderEliminar
  5. Sábias palavras as das 23,26.

    ResponderEliminar
  6. o saque vem do tempo do afonso henriques quando bateu na mãe

    ResponderEliminar
  7. hoje (18DEZ) no forte de Oeiras estão reunidos o CM SUGESTÕES DE MISSOES PARA HOJE PARA BARCOS DA MARINHA ACEITAM-SE. PODEM USAR OS SUBMARINOS PARA PROTEGER O BARCO PARA A MISSÃO

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo