segunda-feira, janeiro 30, 2012

Arménio Carlos. E agora?


Que vai mudar no sindicalismo em Portugal com a saída do Carvalho da Silva e a entrada do Arménio Carlos para líder da Intersindical? Uns dizem que nada, outros que vai haver uma maior colagem ao PCP e outros que a luta se vai radicalizar mais. Honestamente não sei, mas talvez um pouco a soma de todas elas. Mais ou menos ligado ao PCP vai continuar, como ele, a ser bem comportado e a deixar descansado o poder por saber que não será dali que nascerão os famosos tumultos que o Passos Coelho tanto parece temer?
Alguma coisa vai ter de mudar porque algo vai ter de acontecer. É impossível manter esta paz podre entre os que vêm os seus direitos e o seu trabalho a sua vida, serem destruídos e aqueles que no poder continuam a vender o país e a alma aos assassinos mercados especuladores. Está na hora dos sindicatos deixarem a sua posição de defensiva em relação ao ataque aos direitos dos trabalhadores e assumirem a luta, não só pela sua defesa mas para lançarem um verdadeiro conta-ataque ao grande capital e os seus acólitos. Já não se trata de mais ou menos um direito, mas da própria existência como seres humanos. Há muita gente, crianças, idosos a viverem na miséria e a passarem fome. Como agora se diz, está na hora dos Sindicatos deixarem a sua "zona de conforto".

3 comentários:

  1. Como dizia um humorista da nossa praça "...falam, falam mas não os vejo a fazer nada, fico chateado, claro que fico chateado...."

    Não beliscando minimamente o mérito que possam ter na luta dos trabalhadores e em alguma vitórias alcançadas, vejo hoje o movimento sindical em Portugal demasiado Light, bastante encostados aos partidos e isso, quanto a mim, retira-lhes autonomia e poder reivindicativo efectivo.

    Quanto ao novo personagem vejo-o como um tipo inteligente e de prosápia fácil, sabe do que fala mas noto-lhe um pequeno tique pró-sistema, ou seja, tudo feito na "máxima legalidade", ....não vão eles pensar que somos perigosos esquerdistas....

    Enfim, vamos ver.

    ResponderEliminar
  2. Esta na "HORINHA" de se fazer alguma coisa...É urgente!!!

    ResponderEliminar
  3. Penso que o arménio carlos tem uma vantagem, fala claro, ao contrario do Sr Silva que enrolva um bocado o discurso. agora lutas "radicais" só se fazem com o povo atrás... e o povinho ainda está muito basbaque a olhar enquanto o assaltam todos os dias. E falar com os trabalhadores , muitos dizem não havar nada a fazer. Esta é a fase de pacientemente animar os trabalhadores, porque tenho a sensação que pode haver um clique que faz estalar o verniz...

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo