domingo, janeiro 15, 2012

Novos "comunistas" vieram à luz


Quando se conheceu o resultado da venda da EDP ao Partido Comunista Chinês e os nomes das nomeações para os tachos, não houve quem não reparasse que o cartão partidário foi considerado como um requisito essencial para o lugar. Ter ajudado o Passos Coelho a chegar ao poder também parecia ter sido levado em grande conta. Mas afinal parece que não, tantos têm sido os desmentidos do governo, dos próprios, dos accionistas, dos comentadores, dos amigos, etc. Segundo dizem não foi o governo quem deu a lista de nomes mas foram os próprios Chineses quem os escolheu. Não deve ter sido bela beleza da Cardona ou pelo pentelho do Catroga. Então só posso concluir que foi uma vez mais o cartão do partido a condicionar a escolha, nesta caso não o laranja do PSD, mas o vermelho do Partido Comunista Chinês.

6 comentários:

  1. será que na factura da luz vai haver imposto de audiovisual e imposto de administração essa elite só falta receber em vez de 13 14 mes o 15...até 24

    ResponderEliminar
  2. a ferreira leite não tem um tachinho? já que o SNS não lhe paga uma tromba nova de borla podiar vir aqui mamar uns trocos

    ResponderEliminar
  3. Muito, muito bom, Kaos!
    Abraço.

    ResponderEliminar
  4. Permaneçam sentados para não caírem:

    - 3% são a harmonização tarifaria para os Açores e Madeira, ou seja, e um esforço que o país (TODOS NÓS) fazemos pela insularidade, dos madeirenses e açorianos, para que estes tenham electricidade mais barata. Isto é, NÓS já pagamos durante 2011, 75 M? para aqueles ilhéus terem a electricidade mais barata!!!!!!!!!!!!!!!

    - 10% para rendas aos Municípios e Autarquias. Mas que m... vem a ser esta renda? Eu explico: a EDP (TODOS NÓS) pagamos aos Municípios e Autarquias uma renda sobre os terrenos, por onde passam os cabos de alta tensão. Isto é, TODOS NÓS, já pagamos durante 2011, 250 M? aos Municípios e Autarquias por aquela renda.

    - 30% para compensação aos operadores. Ou seja, TODOS NÓS, já pagamos em 2011, 750 M? para a EDP, Tejo Energia e Turbo Gás.

    - 50% para o investimento nas energias renováveis. Aqueles incentivos que o Sócrates deu para o investimento nas energias renováveis e que depois era descontado no IRS, também o pagamos. Ou seja, mais uns 1.250 M?.

    - 7% de outros custos incluídos na tarifa, ou sejam 175 M?. Que custos são estes? São Custos de funcionamento da Autoridade da Concorrência, custos de funcionamento da ERSE (Entidade Reguladora dos Serviços Eléctricos), planos de promoção do Desempenho Ambiental da responsabilidade da ESE e planos de promoção e eficiência no consumo, também da responsabilidade da ERSE.

    Estão esclarecidos? Isto é uma vergonha. NÓS TODOS pagamos tudo!

    Pagamos para os açorianos e madeirenses terem electricidade mais barata, pagamos aos Municípios e Autarquias, para além de IMI's, IRS's, IVA's em tudo que compramos e outras taxas... somos sugados, chupados, dissecados...

    ResponderEliminar
  5. uma empresa privada pode cobrar na sua factura taxa para audiovisual?
    isso é legal?

    ResponderEliminar

Ocorreu um erro neste dispositivo